Um dia as celebridades ainda vão entender que o passado não se apaga da internet

O caso da Xuxa vs Google não vai ser a primeira e nem a última vez que vamos ver as celebridades desesperadas tentando remover as suas verdades expostas online. Todo mundo tem um passado, e quando se é famoso o seu passado lhe persegue. Todos nós, que não somos famosos, temos conteúdo indexado pelo Google que não faríamos muita questão de que estivesse lá.

Mas a vida é assim, não é sinônimo de justiça e isso é ainda mais perigoso para quem tem vida pública.

Casos como o da Xuxa tentando remover qualquer associação que as pessoas façam com a sua imagem e pedofilia são compreensíveis, ninguém quer esse tipo de coisa, muito menos a dita “rainha dos baixinhos”. Mas essa acaba sendo uma tarefa quase impossível quando você tem um passado como o dela, que conta com um filme onde ela contracena cenas sensuais com uma criança.

Nos últimos dias foi anunciado que o juiz entendeu o lado do Google, um processo que se arrasta desde 2010. Mas o advogado da Xuxa já respondeu e deixou claro que a história ainda não acabou, a briga continua. Talvez o próprio advogado  saiba que não tem solução, mas deve estar sendo muito bem pago pela então “rainha dos baixinhos”.

O que me deixa feliz é que tudo indica que os juízes estão começando a entender que o problema é sempre mais em baixo. Talvez a justiça tenha começado a entender que o Google indexa, não hospeda as páginas. Algo que eu confesso que é difícil entender para pessoas que não são da área, de fato. Todos esperamos que isso seja bem resolvido, não queremos algum serviço bloqueado por culpa de uma celebridade que não aceita os fatos, como no caso daquela que não soube fechar as pernas na praia e isso custou o YouTube para o Brasil todo.

Mesmo que fosse tecnicamente possível remover todos os sites que tivessem alguma menção a estas questões, estaríamos entrando em um poço que não teria fundo. Não podemos esquecer que as palavras tem mais de um sentido. Xuxa é uma atriz infantil e ao mesmo tempo um nadador brasileiro. Como contextualizar?

Ops, Xuxa errado.

Depois entraríamos no maior de todos os problemas, a censura. Se a Xuxa pudesse fazer isso, logo dezenas de artistas e políticos iriam poder fazer o mesmo. Se ela pudesse, porque os outros não? O problema iria sempre piorar, porque geralmente quem mais teme, mais deve.

PUBLICADO POR

Dennis Altermann

Fundador-Editor aqui no blog Midiatismo, trabalhando com marketing digital na DuPont Pioneer do Brasil. Entusiasta e estudioso nas áreas de comunicação, cultura, comportamento e tecnologias digitais.

Novidades e atualizações, direto em seu e-mail