Será que um dia o investimento em publicidade na internet passa o da TV?

No começo de Junho a IAB Brasil divulgou que a internet chegou a 12% de participação do investimento em publicidade no país. A notícia foi mais empolgante porque, segundo a pesquisa, a internet teria finalmente passado o jornal, que hoje representa 11% deste investimento. Claro que isto é a visão da IAB, sabemos que muitos investimentos talvez nem sejam computados, abrindo espaço para dúvida. “Será que já não havia passado antes?” Ou. “Será que passou mesmo?”

Mas estas questões ainda são pequenas se formos analisar que somando o jornal e a internet e multiplicando por 2,5 teríamos 57%, um pouco menos do que o investimento que temos em TV no Brasil hoje (60%). Resumindo, o investimento publicitário em televisão no Brasil ainda é mais que o dobro do investimento em jornal e internet juntos.

Nos EUA, onde a internet é mais difundida do que aqui, principalmente na parte de investimento, a TV também ainda está bem na frente. Segundo a eMarketer, a TV nos EUA ainda recebe o dobro de investimento do que a internet. Não podemos nos esquecer que a pesquisa da IAB apontou faturamento de R$3,3 bilhões do investimento publicitário na internet no Brasil, enquanto nos EUA esse investimento gira em torno de 80 bilhões atualmente.

O que todos estes números nos fazem pensar é: “Quando a internet vai passar a televisão?” e antes devemos perguntar: “A internet vai passar a televisão?”

A forma mais simples de responder isso é: “Daqui a cerca de 1 década” – “Sim”.

Apesar de a internet ser a menina da vez, os investimentos em TV ainda são altos, mas nos EUA, por exemplo, a diferença no investimento entre internet e TV diminui a cada ano. No começo do ano o eMarketer disse que nas terras norte americanas a internet terminaria 2012 com um investimento de US$39,5 bilhões contra US$64,8 bilhões da TV, uma diferença de +/- US$25 bilhões. Até o final de 2016, essa diferença deve diminuir apenas para US$10 bilhões. No Brasil as projeções devem seguir o mesmo caminho.

A grande questão que fica é “por que” a TV ganha muito mais investimento. A resposta simples é porque é uma mídia antiga, consolidada e cara por ter alto alcance. O Super Bowl, campeonato de futebol americanos dos EUA, um anúncio de 30 segundos custa em média 3,5 MILHÕES DE DÓLARES (o dobro da média de 2002) para atingir cerca de 111 milhões de telespectadores. Mas estes valores estão sendo questionados, inclusive a General Motorsanunciou que esta deixando o Super Bowl este ano .

Muitas empresas estão questionando os investimentos em “mídia tradicional” porque o retorno é um pouco mais “relativo”, ao contrário da internet, onde você pode ter planilhas explicando os seus investimentos, retorno sobre ele e vários dados, na TV e impressos estas questões são um pouco mais complicadas de mensurar. Se você não consegue comprovar a eficácia, você não sabe se vale a pena continuar investindo.

Não estamos questionando se investir em TV vale a pena ou não, mas estamos percebendo que os valores podem estar um pouco distorcidos. Antes era a única opção, então você investia cada vez mais porque o seu concorrente estava investindo também. Hoje, com a internet e mídias digitais, tudo começa a ficar mais transparente (e mais complicado para as empresas de mídia).

PUBLICADO POR

Dennis Altermann

Fundador-Editor aqui no blog Midiatismo, trabalhando com marketing digital na DuPont Pioneer do Brasil. Entusiasta e estudioso nas áreas de comunicação, cultura, comportamento e tecnologias digitais.

Novidades e atualizações, direto em seu e-mail