Twitter para o setor de Recursos Humanos

Twitter e recursos humanosMe lembro muito bem da época em que o Orkut começou fazer muito sucesso no Brasil e todo muito tinha o seu perfil, eram raras às vezes em que você encontrava alguém com menos de 40 anos que não tinha o seu perfil, mesmo que abandonado. Quando a rede social do Google se tornou muito popular começou chamar atenção não apenas das pessoas, mas também das empresas. Um dos setores que melhor utilizou as ferramentas foi o de recursos humanos.
A exposição, até excessiva, de algumas pessoas no Orkut acabou tornando a ferramenta um meio de conhecê-las melhor, mas nem sempre isso é bom. O que já foi muito comentado na mídia tradicional acabou virando um problema para as pessoas, os profissionais de RH começaram a procurar o perfil das pessoas dentro do Orkut e encontrando comunidades, recados e fotos que mostravam a pessoa como ela realmente é, principalmente aquelas comunidade como “eu odeio trabalhar” e “eu odeio meus chefes”.

A grande novidade é que hoje em dia esse setor das empresas tem muito mais ferramentas para fazer esse “vasculhamento” extra. O Twitter também tem seus prós e contras, através dele as empresas podem ver o que você está compartilhando. Como já comentei neste post aqui, não somos tão livres e devemos pensar duas vezes antes de escrever ou compartilhar qualquer informação.

Pode ter certeza que se uma empresa tem a chance de conhecer mais de você antes de contratá-lo, ela irá fazer e assim vai descobrir quem são seus amigos, quais seus hobbys, o que você escuta, o que você come, o que você escreve, etc.

PUBLICADO POR

Dennis Altermann

Fundador-Editor aqui no blog Midiatismo, trabalhando com marketing digital na DuPont Pioneer do Brasil. Entusiasta e estudioso nas áreas de comunicação, cultura, comportamento e tecnologias digitais.

Novidades e atualizações, direto em seu e-mail