Segundo dia de Campus Party foi interessante e não apenas porque o cenário foi quase destruído

O segundo dia da Campus Party Brasil 2012 foi marcado pelo tempo maluco de São Paulo. O dia começou quente, com muita gente reclamando da temperatura, da falta de água gelada e de ventiladores melhores dentro do pavilhão, mas logo estes pedidos foram “atendidos”, se é que podemos falar assim.

No meio da tarde uma forte chuva atingiu SP e enquanto todos comemoravam a melhora significativa na temperatura do evento, ventos fortes começaram a destruir parte do cenário, principalmente nos palcos de Artes Digitais. No final tudo deu certo, nenhum ferido, apenas a decoração que teve que ser removida as pressas.

Parte da área de Artes Digitais com a decoração já removida

Mas deixando de lado as coisas ruins, vamos ao que mais interessa neste evento, o conteúdo! Este foi um dia bem interessante, fizemos a cobertura de duas palestras do palco de Mídias Sociais, ambos postados aqui ao longo do dia. O primeiro do dia foi “Marcas podem ser pessoas?“, onde alguns profissionais da área de branding e publicidade discutiram se para o relacionamento com o consumidor pela internet seria interessante utilizar algum personagem, tentando assim, personificar a marca.

Veja a matéria completa sobre este debate que tivemos hoje de manhã >>

Apesar do tema bem interessante e de grandes nomes na bancada, muitas pessoas que conversei ao longo do dia concordaram comigo que o debate poderia ter tido mais “debates”. No final da discussão, você percebe que todos ficaram apenas concordando um com o outro. Não me entenda mal, o conteúdo foi ótimo, mas uma mesa de debate sem debates, perde totalmente o seu potencial.

Outro evento que fizemos cobertura hoje foi a palestra de Martha Gabriel no mesmo palco. O tema desta foi a apresentação sobre Cibridismo, no qual a Martha fala sobre como os meios online e offline seguem junto e não devem ser vistos separados.

Veja a cobertura completa sobre a palestra da Martha Gabriel >>

As outras apresentações:

Durante o dia também tivemos outras excelentes palestras, mas não fiz cobertura destas porque nem todas eu consegui assistir por completo. Queria destacar algumas aqui, como o “Debate Podcasts x rádios online: Qual a grande oportunidade?“, onde alguns profissionais da área falaram sobre o crescimento dos Podcasts e a sua relação com o rádio online e rádios tradicionais.

Outro grande debate que pude presenciar foi a mesa redonda “Da periferia para o mundo: os novos astros“, onde grandes nomes do cenário musical brasileiro, como MV Bill e Emicida falaram um pouco sobre a importância da internet para a divulgação de novos talentos, falando sobre a suas opiniões sobre a indústria musical, gravadoras e o mercado musical brasileiro.

A mesa redonda “Arte, mobilidade e interatividade” tinha uma temática bem interessante, mas realmente complicada de transformar em uma conversa. Resolvi assistir o começo dela, mas não me animei a ver até o fim porque acabou se tornando apenas apresentação de projetos na área, o que é interessante, mas é algo que qualquer um poderia fazer em casa. Confesso que não fiquei até o final, então posso ter perdido algo interessante que tenha acontecido para o final.

E no final do dia, um NerdCast ao vivo no palco de Mídias Sociais se mostrou o evento mais popular até agora, com dezenas de pessoas em pé e formando um grupo cada vez maior envolta e fazendo cada vez mais barulho.

PUBLICADO POR

Dennis Altermann

Fundador-Editor aqui no blog Midiatismo, trabalhando com marketing digital na DuPont Pioneer do Brasil. Entusiasta e estudioso nas áreas de comunicação, cultura, comportamento e tecnologias digitais.

Novidades e atualizações, direto em seu e-mail