Entrevista com André Telles. Empresas e a web.

André Telles é CEO da agência digital Mentes Digitais. Um dos primeiros a escrever sobre marketing digital no Brasil, já tem 3 livros publicados sobre o assunto, o último foi o “A revolução das mídias sociais”.

Como dono de agência, já atendeu diversas empresas que procuravam na internet um novo canal de relacionamento ou mais uma ferramenta de venda direta. Levando em conta essas experiências resolvi fazer algumas perguntas sobre a importância da presença online para as empresas.
Midiatismo – O uso da web por empresas vem crescendo, mas muitas destas acabam ingressando por pressão, são trazidas ao serem expostas a diversos cases de empresas de grande porte que obtém sucesso. Apesar de sempre haver oportunidade de  aproveitar a internet, o que uma empresa que começa deve fazer e porque deve procurar ajuda de profissionais da área?

André Telles – Uma empresa que pretende entrar no universo digital deve pensar em contratar agências que pensem de forma holística sua comunicação. Vamos a uma série de hipóteses: Não basta fazer um belo site se o mesmo não está bem posicionado nos mecanismos de busca ou fazer um site que não tenha a identidade visual da empresa ou fazer um site que não esteja integrado com as relevantes mídias sociais ou entrar nas mídias sociais sem planejamento ou não pensar em links patrocinados, email marketing e mobile marketing. O Marketing Digital no Brasil está altamente desenvolvido com grandes profissionais, sites, blogs e agências especializadas. Cabe a empresa encarar seriamente o marketing digital e não o fazer apenas por modismo ou pressão.

M –  Com tantos casos de empresas mal sucedidas na internet aparecendo todos os dias ao mesmo tempo em que outras empresas aumentam as suas vendas com o bom uso, qual a importância do planejamento e do monitoramento ao entrar nesse mundo digital?

AT – É crucial para o sucesso de uma campanha no digital, pois a web é o mundo em rede. Se o planejamento não existir, a empresa não consegue se inserir corretamente e nem poderá prever possíveis crises. Já o monitoramento é fundamental para identificar essas crises e gerenciá-las a fim de uma solução. No marketing existe o modelo PDCA – Plan, Do, Check, Act – Devemos iniciar com um planejamento e em seguida checar se o planejamento está dando resultado para possíveis correções para voltarmos a atuar.

M –  Em sua opinião de dono de uma agência digital, existe diferença no perfil do empresário que procura apenas um site e aquele que já vem com a idéia de usar as redes sociais? E com as empresas que não são presentes nas redes sociais, é indicado que façam sempre ou depende do tipo de serviço que elas oferecem?

AT – Existe sim uma diferença. O primeiro costuma ter uma visão muito fechada em relação ao universo digital, achando que ter um site é o essencial para o sucesso empresarial na web; já o segundo costuma ter uma visão mais atual, facilitando o briefing, o planejamento e o desenvolvimento de um projeto mais amplo de marketing digital.

Depende sim. As empresas focadas em serviços no B2C – Business to Client – tem mais necessidade imediata que as empresas focadas no B2B – Business to Business, pois mais de 85% dos usuários (consumidores) estão presentes em alguma mídia social no Brasil.

M –  Outro problema enfrentado no cotidiano das empresas que trabalham com mídias sociais é prestar atenção em como os seus funcionários interagem na web na relação com informações internas. Na Mentes Digitais como vocês lidam com clientes que tem mídias sociais sendo atualizadas por funcionários internos? Vocês fazem algum trabalho de assessoramento ou de cuidado de comportamento dos funcionários da empresa dentro do online?

AT – Todos nossos clientes deixam o serviço de mídias sociais a cargo da nossa equipe, logicamente que houve um planejamento em conjunto com a empresa e temos um censo de direção. Os questionamentos mais técnicos são repassados a empresa que já sabe da necessidade de nos responder rapidamente.

M –  As empresas estão presentes na web de várias formas, desde venda direta, canal de relacionamento e outros. Muitas empresas não sentem necessidade de ter perfis em redes sociais ou ter websites ativos, mas mesmo assim se preocupam com a presença de suas marcas em diversos locais. Qual é importância da presença online para o branding de uma marca?

AT – Branding é gerar experiências positivas marca/ consumidor relevantes e inesquecíveis para o consumidor. Fazer com que o consumidor ame sua marca ao ponto de a divulgar de forma espontânea (caso clássico das motos Harley Davison). Atualmente estratégias de mídias sociais, praticadas de forma não invasiva, são um dos melhores ambientes para se gerar branding.

PUBLICADO POR

Dennis Altermann

Fundador-Editor aqui no blog Midiatismo, trabalhando com marketing digital na DuPont Pioneer do Brasil. Entusiasta e estudioso nas áreas de comunicação, cultura, comportamento e tecnologias digitais.

Novidades e atualizações, direto em seu e-mail