Usuários do Twitter tendem a seguir mais jornalistas do que meios de comunicação

Um estudo realizado algum tempo atrás mostrou um dado muito interessante. Neste foi mostrado um pouco o cenário do Twitter e sua principal utilidade, dar voz as pessoas. O estudo publicado pela International Journal of Communication, mostrou que no Egito e Tunísia as pessoas tinham uma tendência muito maior a seguir jornalistas, blogueiros e ativistas do que qualquer organização de mídia.

É claro que o cenário dos países onde a pesquisa foi realizada são diferentes da grande maioria, mas nem por isso não devemos pensar na aplicação deste mesmo questionamento em outros lugares. O Twitter sempre serviu como uma ferramenta para se conectar com as pessoas, ouvir suas opiniões, ideias e ver o que tinham para compartilhar. Um jornalista “pode” compartilhar conteúdo de qualquer lugar, um meio de comunicação provavelmente vai compartilhar apenas o que lhe pertence (na grande maioria).

Ou seja, a ideia de seguir mais pessoas que tenham conteúdo do que grandes grupos de comunicação parece muito mais natural em relação ao Twitter.

Veja o estudo completo >>

PUBLICADO POR

Dennis Altermann

Fundador-Editor aqui no blog Midiatismo, trabalhando com marketing digital na DuPont Pioneer do Brasil. Entusiasta e estudioso nas áreas de comunicação, cultura, comportamento e tecnologias digitais.

Novidades e atualizações, direto em seu e-mail