Gina Gotthilf, para chegar em algum lugar, não tenha medo de fazer. #cpbr8

dolingo-banner

Gina trabalha como chefe de desenvolvimento internacional e marketing do Duolingo, a plataforma para aprender idiomas que hoje tem 70 milhões de usuários ao redor do mundo, 5 milhões apenas no Brasil. Ela é brasileira e conhecida por ter trazido o Tumblr para o Brasil enquanto trabalhava lá liderado a estratégia de crescimento na América Latina da plataforma.

O seu principal objetivo era mostrar como o empreender é algo que parte da sua vontade de fazer algo, não do que você tem a sua disposição. Ela se usa como exemplo, pois se formou em filosofia e vou trabalhar na área digital apenas aprendendo a fazer coisas, não tendo medo de procurar no Google como fazia as coisas.

A sua experiência dentro do Duolingo mostra o quanto essa é a cultura do local, pois, segundo ela, nunca foram contratatos especialistas em idioma para ajudar a estruturação do aplicativo. Os apps para iOS (Apple) e Android (Google), ambos foram feito por pessoas que não eram especialistas naquilo e mesmo assim o Duolingo foi escolhido como um dos melhores apps do ano, tanto no Google Play como no Apple iTunes.

Dentro da área de startups, outra recomendação importante é o foco que se deve ter. Duolingo tem como objetivo facilitar o aprendizado de idioma e tudo que for ajudar, deve ser implementado, mas o importante é sempre se manter com foco naquilo. Ela comentou de exemplos de funcionalidades que já foram sugeridas por ela, por outros funcionários e por usuários, mas que acabam fugindo da premissa inicial ou não ajudam de verdade a pessoa a aprender mais. Ela fala de como o Duolingo poderia usar sua plataforma para ensinar outras coisas, como matemática, mas dai estaria saíndo do foco e com isso perderia a sua essência.

Não pode ter vergonha de procurar no Google. Gina Gotthilf

É legal lembrar que para fazermos grandes coisas não precisamos de grandes estruturas e isso é algo que devemos aproveitar nesta geração. Não precisamos ter um prédio para ter uma empresa, podemos começar onde for, seja no quarto, na garagem de casa ou no café com WiFi grátis.

Ela, com experiência no mercado de aplicativos e startups afirma “a maioria das empresas não sabe o que estão fazendo, eles estão chutando. Quem se da bem é quem sabe a hora de mudar e como se adaptar”.

O futuro do Duolingo será continuar melhorando o seu método de ensino e facilitando o acesso ao se conteúdo. A empresa deve investir cada vez mais em educação personalizada e conseguira isso usando ferramentas cada vez mais modernas de análise de dados, afinal, quando se fala de educação online, o Duolingo tem uma das bases de dados mais completas. Eles conseguem isso trabalhando principalmente com Teste A/B, onde testam com bastante frequência formas diferentes de ensinar para conseguir verificar qual é a forma mais eficaz.

PUBLICADO POR

Dennis Altermann

Fundador-Editor aqui no blog Midiatismo, trabalhando com marketing digital na DuPont Pioneer do Brasil. Entusiasta e estudioso nas áreas de comunicação, cultura, comportamento e tecnologias digitais.

Novidades e atualizações, direto em seu e-mail