e-Commerce no Brasil está longe de ser m-Commerce (eu espero que não)

Na semana passada foi noticiado que a Netshoes.com.br, uma das maiores lojas de e-commerce do Brasil, estava lançando o seu site para dispositivos móveis. Eu, como pesquisador e entusiasta de tecnologias móveis, resolvi verificar como o site estava. Parece que finalmente algumas empresas estão levando o mercado de dispositivos móveis a sério; ou será que ainda não?

Fiz uma rápida pesquisa em cima de algo que já havia constatado antes. Praticamente nenhum e-commerce brasileiro está preparado para o m-commerce. A maioria dos grandes sites não tem suporte para dispositivos móveis e, caso tenham, nenhum deixou isso claro ao tentar acessar a sua página.

A Netshoes realmente parece ter saído na frente. Seja pela “moda” ou não; é bom as empresas estarem preparadas para este tipo de acesso, mesmo sendo poucos os que compram através do celular.  Este tipo de iniciativa, por parte das empresas, vai gerar mais visibilidade para o consumidor e, consequentemente, mais negócios para a empresa.

Eu naveguei um pouco no site e gostei bastante, mas ainda encontrei algumas “falhas”. Quando você acessa o site normal, ele não avisa que há disponível uma versão mobile para melhor acesso do usuário. Outra questão  que pode ser aproveitada é a busca por “netshoes” no Google. Eles poderiam comprar as palavras chaves e direcionar para versão mobile. São ajustes, apenas; mas necessários.

Página da Netshoes na versão mobile

 

Todos os outros grandes e-commerces que temos no Brasil foram pesquisados mas, com exceção do Submarino, nenhum parecia ter qualquer disponibilidade para dispositivos móveis. Claro que minha pesquisa foi “leve”. Mas como um usuário comum, se não receber um aviso ao acessar o site ou não encontrar nada usando o Google, com certeza não vou acessar mais via dispositivos móvel.

Quanto ao Submarino, tenho uma observação: eles não têm um site preparado para dispositivos móveis, mas sim aplicativos para iOs e Android. Não me parece a melhor solução, mas sempre é algo interessante que deve ser valorizado. O problema é que, assim como na NetShoes, o Submarino não faz qualquer redirecionamento. Tem apenas um aviso para baixar o aplicativo, mas ele não é otimizado para dispositivos móveis; portanto, a navegação é terrível.

Um ponto forte do Submarino é que eles compraram alguns links patrocinados para que, quando sejam encontrados através de dispositivos móveis, direcionem o usuário para baixar o aplicativo.

Busca por "Submarino" em um iPhone

PUBLICADO POR

Dennis Altermann

Fundador-Editor aqui no blog Midiatismo, trabalhando com marketing digital na DuPont Pioneer do Brasil. Entusiasta e estudioso nas áreas de comunicação, cultura, comportamento e tecnologias digitais.

Novidades e atualizações, direto em seu e-mail