Na área de SEO, o que significa White Hat, Gray Hat e Black Hat?

Um termo que não é assim tão comum de ver, mas sempre que aparece causa muita curiosidade. Afinal, o que são os “White Hat“, “Gray Hat” e “Black Hat“?

É muito mais comum para quem trabalha na área de marketing digital ouvir falar do black hat, que resumindo bem pode ser considerado uma forma anti-ética de praticar SEO. O termo “Black/Gray/White Hat” não surgiu com o SEO, é algo anterior que sempre foi utilizado para diferenciar os hackers.

Neste “mundo hacker” era utilizada está denominação para explicar a ação de uma pessoa, já que o “poder de hackers” pode ser usado tanto para o bem como para o mal. Se formos traduzir direto do inglês, vamos perceber que a tradução é bem simples, Chapéu Preto (Black Hat), Chapéu Cinza (Gray Hat) e Chapéu Branco (White Hat).

Obviamente é uma escala, o chapéu preto é o “lado negro da força“, ou seja, o hacker que utiliza  seu conhecimento para algo malicioso. Já o chapéu branco é o sinônimo daquele hacker que utiliza seu conhecimento para denunciar falhas diversas relacionadas a programação de um site/programa. Quando um “chapéu branco” encontra algum problema, entra em contato com o dono e reporta o erro. O chapéu cinza fica no meio do caminho, é alguém que não costuma fazer maldade, mas não deixa de se aproveitar do “seu poder” em algumas situações.

No SEO podemos encarar estes termos da mesma forma, mas ao invés de hackers, temos profissionais da área de SEO que utilizam táticas maliciosas (no caso do chapéu preto) para melhorar o seu posicionamento dentro dos buscadores. Mas cuidado, as táticas utilizadas por estas pessoas são aquelas que a maioria dos buscadores condena, portanto, pode haver punição (ou banimento do buscador) para quem se aproveitar de tais táticas. Nenhum profissional ético recomenda tais táticas.

O Gray Hat, ou chapéu cinza, são táticas que não são exatamente proibidas, mas que podem causar uma certa desconfiança. São aquelas que envolvem questões éticas e podem ser interpretadas de várias formas. O uso excessivo ou mal feito destas táticas pode levar o site a ser banido também, mas muitas vezes são punições menores ou que podem ser consertadas. Já o chapéu branco é, em geral, aquela lista de táticas de SEO conhecidas, simples e que realmente tem como objetivo ajudar os buscadores a entender melhor a estrutura do site.

Bom, mas e o que exatamente caracteriza cada uma destas cores de chapéus?

White Hat

  • A grande parte das técnicas de SEO aprovadas pelo Google podem ser consideradas nesta categoria;

Gray Hat

  • Criar/Conseguir links desnecessários;
  • Criar notícias falsas para conseguir visitantes/links;
  • Comprar domínios parados para aproveitar o seu PageRank;

Black Hat

  • Comprar links para apontar para o seu site;
  • Utilizar script para fazer comentários e posts em blogs;
  • Criar “fazenda de sites” para fazer o seu ser mais relevante;
  • Esconder textos/links no site, usando a mesma cor do fundo ou fazendo com letras minúsculas;
  • Atrair visitante do Google e automaticamente redirecionar para outra página;

PUBLICADO POR

Dennis Altermann

Fundador-Editor aqui no blog Midiatismo, trabalhando com marketing digital na DuPont Pioneer do Brasil. Entusiasta e estudioso nas áreas de comunicação, cultura, comportamento e tecnologias digitais.

Novidades e atualizações, direto em seu e-mail