Guia básico de Marketing Digital para pequenas empresas

O número de internautas e dispositivos móveis aumenta a cada dia e com isso abre portas para novos tipos de marketing. Se você acha que este mercado digital é apenas para as grandes empresas esta enganado. O marketing digital esta aí para as pequenas e médias empresas também.

O que diferencia uma pequena e uma grande empresa é o poder financeiro. Com menos dinheiro, as pequenas empresas acabam investindo uma parte menor de sua renda em comunicação, isso dificulta seu crescimento. O que as pequenas empresas vêm descobrindo no mundo digital é que mesmo sem muito investimento é possível utilizar está área do marketing voltada ao mundo digital.

Meu conselho é de que toda empresa, independente do seu tamanho, procure ajuda profissional. A empresa esta expondo o nome de sua marca e qualquer equivoco pode trazer prejuízos a imagem que se esforçaram tanto para construir. A verdade é que existem duas maneiras de você aproveitar a internet sem acompanhamento profissional: Com riscos, que não é indicado e sem riscos, que toda empresa deveria utilizar.

 

Presença online com riscos:

Essa “estratégia” é muito comum, podemos encaixar aqui todas aquelas empresas que usam as mídias sociais por conta própria, geralmente criando um blog e/ou um Twitter. O uso dessas ferramentas é simples, mas é importante que haja planejamento para haver resultados. A tarefa de gerenciar esse conteúdo é simples, aparentemente pode ser feito por qualquer um, mas devemos prestar atenção no que é dito e na imagem que você está passando.

Já vimos grandes marcas sofrerem com a falta de cuidados dentro da web, como Locaweb, Fiat e Twix. A empresa que for utilizar qualquer ferramenta online deve saber que os resultados obtidos serão, na maioria das vezes, muito menores do que se acompanhados por profissionais especializados e também que esta estratégia pode não ser tão barata como você pensa.

Algumas dicas básicas:

Procure usar uma identidade visual condizente com sua empresa, evite ter um Twitter ou Blogspot com visual padrão, além de passar uma visão amadora, não vai passar imagem de qualidade para os leitores;

Procure ser interessante e interativo, afinal, as pessoas estão seguindo sua empresa e querem saber sobre ela, mas ainda mais sobre assuntos relacionados a ela;

Separe sua vida profissional da sua vida pessoal. Parece infantil dizer isso, mas tem empresas que usam o perfil da empresa para tratar de assuntos pessoais e isso pode se tornar inconveniente para algumas pessoas, ao mesmo tempo em que pode associar uma imagem errada a sua marca;

“Se ajoelhou vai ter que rezar”. Esse ditado ajuda a explicar muita coisa. Transportando ele para a realidade do marketing digital podemos dizer que: “Se criou um perfil vai ter que interagir”. Nada de usar o blog corporativo como ferramenta 1.0, apenas falando e não prestando atenção –ou até bloqueando- os comentários.

Internauta quer conteúdo e não propaganda. É verdade, ninguém entra em blogs para ler propagandas, apesar de ser aceito em alguns casos. Qualquer um vai conseguir mais resultado se dar as pessoas conteúdo, de preferência algo inédito, isso vai tornar o seu canal único e irá atrair mais interessados.

Mas afinal, o que a presença “sem riscos”?

Essa é uma utilidade sobre a internet que toda empresa, sem exceção, deveria saber. A internet está aí, com muito conteúdo e conhecimento, você nem precisa de um perfil no Twitter ou um profissional especializado para conseguir aproveitar isso.

Existem diversas ferramentas gratuitas que podem ajudar a pesquisar sobre uma empresa e o mercado que está inserida. Como já falamos aqui, sua empresa já está online, e você pode usar algumas ferramentas como o Google e o Twitter Search para saber o que está sendo dito sobre ela. É claro que profissionais qualificados fazem isto com muito mais profundidade e qualidade, além de saber interpretar e analisar o que as pessoas falam.

Qualquer bom empreendedor deve saber que você não precisa conhecer apenas a sua empresa, é importante para qualquer um também estar atento as tendências do mercado e as atividades da concorrência.

Outra possibilidade do uso para as pequenas empresas é usar como ferramenta de pesquisa, indo atrás de estudos feitos sobre o seu público alvo, ou mesmo blogs que falem sobre ou com eles, podendo também usar para seguir sites que possam ajudar uma empresa a acrescentar alguma novidade nos negócios.

Portanto, a estratégia “sem riscos” se baseia apenas em usar a internet como ferramenta de pesquisa e coleta de informações. Você não precisa expor o nome de sua empresa e colocá-la em risco.

PUBLICADO POR

Dennis Altermann

Fundador-Editor aqui no blog Midiatismo, trabalhando com marketing digital na DuPont Pioneer do Brasil. Entusiasta e estudioso nas áreas de comunicação, cultura, comportamento e tecnologias digitais.

Novidades e atualizações, direto em seu e-mail