Vamos entender a diferença entre crossmedia e transmídia #cirandablogs

Com o crescente aumento das marcas brasileiras na internet – principalmente em mídias sociais como o Facebook – muito tem se falado sobre transmídia (do inglês transmedia), um conceito muito utilizado para explicar ações que são desenvolvidas utilizando diferentes plataformas – ou mídias – simultaneamente. Mas o termo é facilmente confundido com outro, o crossmedia, que pode ser traduzido como “crossmídia”.

Ambos os termos parecem ter chegado no Brasil por volta de 2011, inclusive os gráficos do Google Trends mostram isso. Naquela época chegamos a fazer uma entrevista sobre o assunto com Bruno Scartozzoni, uma das referências sobre transmídia e storytelling no Brasil. Trazemos esta discussão novamente à pauta em colaboração com o projeto Cirande de Blogs, que esta semana fala de “transmídia”.
Notice: WP_Query foi chamado com um argumento que está obsoleto desde a versão 3.1.0! caller_get_posts está depreciado. Utilize ignore_sticky_posts no lugar. in /home/midiatismo/www/wp-includes/functions.php on line 4023

Durante a entrevista em 2011, Bruno fez questão de deixar claro a discussão que trazemos aqui agora: a diferença entre crossmedia e transmedia (ou transmídia). Apesar de transmídia ser o termo mais popular, é comum ver pessoas utilizando o termo “crossmedia” no lugar de transmídia e vice-versa.

Crossmedia vem do inglês e significa “cruzar” – ou “atravessar” – a mídia, ou seja, levar o conteúdo além de um meio apenas. O termo em si não é muito comum, mas a utilização desta técnica é. O conteúdo (a mensagem) é distribuído através de diferentes mídias (o meio) para atingir o público (o receptor), mas tudo isso acontece sem que a mensagem tenha qualquer alteração de um meio para o outro. O sentido básico deste termo é que uma pessoa possa acessar o mesmo conteúdo por diferentes meios.

Já o transmedia, que também vem do inglês, significa “além da” mídia, ou seja, o conteúdo sobressai a mídia. Na prática, significa que as diferentes mídias (os meios) irão transmitir diferentes conteúdos (as mensagens) para o público (o receptor), mas de forma que os diferentes meios se complementem. Se o receptor utilizar apenas um dos meios, vai ter apenas a mensagem parcial.

Nesta imagem podemos ver como os diferentes meios se complementam, caracterizando o conceito de transmídia.

Nesta imagem podemos ver como os diferentes meios se complementam, caracterizando o conceito de transmídia.

Podemos entender na prática o que significa cada um destes termos os aplicando em um contexto mais próximo a nós, um jogo de futebol:

Transmídia

  • O jogo é transmitido na TV, no rádio e na internet;
  • Na TV o jogo é transmitido ao vivo com narração do comentarista;
  • No rádio são transmitidos os bastidores do jogo, como entrevista com torcedores, ex-jogadores, etc;
  • Na internet a pessoa pode conferir todas as substituições, cartões, gols, ver replays, histórico de partidas de ambos os times, etc
  • Resumo: Os meios, juntos, fortalecem uns aos outros e complementam a sua mensagem

Crossmedia

  • O jogo é transmitido na TV, no rádio e na internet;
  • Na TV o jogo é transmitido ao vivo com narração do comentarista;
  • No rádio o jogo é transmitido ao vivo com narração do comentarista;
  • Na internet o jogo é transmitido ao vivo com narração do comentarista;
  • Resumo: Os meios, juntos, levam o conteúdo ao máximo de pessoas;

De uma forma geral, acredito que até podemos dizer que uma ação transmídia segue características do que seria o crossmedia, mas se diferencia deste ao usar cada meio para um objetivo diferente.

PUBLICADO POR

Dennis Altermann

Fundador-Editor aqui no blog Midiatismo, trabalhando com marketing digital na DuPont Pioneer do Brasil. Entusiasta e estudioso nas áreas de comunicação, cultura, comportamento e tecnologias digitais.

Novidades e atualizações, direto em seu e-mail

  • Bom post, bem didático! Parabéns.

  • Muito bom! Aprendi mais uma 😉

  • Bianca Sousa

    Adorei!!!! Muito bom!!

  • Vi viana

    Simples e esclarecedor.

  • Italo França

    No meu humilde entender… as informações acima não coincidem com as informações postados no link abaixo… sobre o conceito de cross-media.
    Quem está correto???

    http://www.indiga.com.br/blog/bid/385219/Campanhas-cross-media-o-que-s-o-e-como-acontecem

    • Italo, é uma boa questão. A maioria destes termos sempre são livres de interpretação e depende de quais autores você usa como referência, pode ter variações na compreensão. No geral transmídia e crossmídia tem um significado muito similar, mas muitos autores usam essa divisão aqui apresentada para facilitar a compreensão. Não há exatamente um correto, pois depende da sua referência.

      • Dhiego Bicudo

        Dennis, essa publicação que fez é a correta. ;D Eu uso com frequência em minhas aulas na universidade, e já vi, diversos palestrantes diferenciarem deste modo. A cross reforça a mensagem e a trans oferece o plus de cada mídia.

        • Legal! Obrigado pelo comentário Dhiego! Bom saber que estou de acordo com a maioria 🙂 Há teorias diversas, mas também acredito que essa seja a mais aceita!

  • Pingback: Jornalismo digital e a multi, cross, e transmidialização | Jornalismo PontoCom()

  • Humberto Soares

    Parabéns pela aula!!! Uma simples leitura me fez entender o que mão consegui em uma aula presencial de mais de duas horas, ministrada por um doutor.

    • Obrigado! O objetivo é justamente facilitar o entendimento de todos sobre esses termos 🙂

  • Pingback: Afiliado Renda Extra()

  • Pingback: Narrativa transmídia com ferramentas Adobe e Dualpixel()


Notice: get_currentuserinfo está obsoleto desde a versão 4.5.0! Use wp_get_current_user() em seu lugar. in /home/midiatismo/www/wp-includes/functions.php on line 3831