Sorteios no Twitter são uma estratégia eficaz?


Este é um texto enviado por um leitor, não necessariamente reflete a opinião do blog.
Para ver o seu texto aqui também, acesse colabore.

Depois da explosão do uso do Twitter por brasileiros, algumas palavras se tornaram comuns na vida cotidiana. Algumas delas bem conhecidas, como os “Trending Topics” (lista de assuntos mais comentados no Twitter) e outras não tanto, como os “memes”, (que são algumas gírias e linguagens especiais dos usuários). Essa ascensão do Twitter foi indispensável para que as empresas também se visualizassem neste contexto e a partir daí, criarem campanhas para divulgação de seus produtos e/ou serviços.

Dentro dessa lógica, surgem estratégias para que essa divulgação ocorra de forma eficaz. Uma das mais utilizadas nesse âmbito é o sorteio. Através de ferramentas gratuitas como o “sorteie.me”, empresas usuárias do Twitter realizam sorteios de seus produtos e serviços para uma viralização que começa no “Retweet”.

Porém com uma análise de algumas campanhas baseadas somente em sorteios para atrair “seguidores”, vemos alguns erros muito comuns: sorteios que não acontecem, produto mal divulgado, falha na entrega do prêmio, falta de especificações no regulamento e muitos outros que podem manchar a imagem de uma organização pela falha de uma estratégia que poderia ser associada ao sorteio. Outra falha comum da realização de sorteios via Twitter é ser seguido por perfis (fakes) que só retuitam promoções para aumentar as chances de ganhar, sob esse âmbito, onde fica o conteúdo e a interação tão defendidos pelo uso das Redes Sociais?

Mudam-se os tempos, mudam-se as estratégias.

PUBLICADO POR

Daniele Souza

Acadêmica de Relações Públicas da Universidade Federal de Goiás

Novidades e atualizações, direto em seu e-mail