Segundo ComScore, Orkut ainda é líder no Brasil. (Mas e daí, isso importa?)

Sim queridos leitores, essa novela entre Orkut vs Facebook ainda não terminou e com certeza não vai terminar tão cedo. Tudo começou no dia 5 de Setembro, com a notícia de que o Facebook havia ultrapassado o Orkut em número de usuários dentro do Brasil. Algumas horas após a publicação, uma nota do Ibope foi divulgada dizendo que não havia liberado a pesquisa oficialmente e por isto, ela seria uma informação equivocada da IstoÉ, que havia publicado os dados e atribuído ao Ibope.

Cerca de 1 semana depois, perto do dia 12 de Setembro, o Ibope confirma oficialmente o crescimento do Facebook e assim superação no número de visitas únicas em relação ao Orkut dentro do Brasil. Essa notícia também foi noticiada aqui: “Facebook supera Orkut no Brasil (agora Ibope confirma)“.

Orkut Vs Facebook

Bom, parece que esse não era o fim da história. Segundo uma notícia que saiu ontem no Google Discovery, blog brasileiro não oficial sobre Google, a ComScore, uma das principais empresas de medição do mundo digital, não confirma que o Facebook tenha passada e segundo a empresa a diferença pode ser maior do que imaginamos.

Segundo notícia recente da ComScore, com trecho publicado aqui, estes números divulgados até agora por todas empresas, contam apenas acessos de casa e trabalho e portanto não se incluem Lan Houses, por exemplo. Com isto, a empresa acredita que a diferença entre Facebook e Orkut possa ser ainda maior.

E aí, o tudo isso muda? O que significa esse monte de números?

Devido ao contexto, quase nada. A diferença entre Orkut e Facebook hoje é tão subjetiva e relativa que devemos não prestar tanta atenção aos números divulgados o tempo todo sobre o assunto.

Estas pesquisas, por exemplo, medem o número de visitantes únicos que o site tem em determinado mês. Então ele conta, em teoria, apenas o número de acessos vindos do Brasil nos últimos 30 dias para tal site. Em relação a isso tudo temos alguns problemas:

  1. Existem diversa variáveis que podem acabar sendo negligenciadas;
  2. Devemos lembrar que o número de visita não é a única coisa que importa, o número de interações, tempo gasto na rede social e diversos outros fatores são muito importantes;
  3. O mais importante de todos é: “Não importa quem tem mais usuários, o que importa é onde há mais de seus consumidores.”;
  4. Nenhuma das empresas divulga abertamente o número de usuários ativos exatos que tem por mês, portanto nenhuma pesquisa pode ser considerada 100% confiável.
É incrível como as pessoas querem que alguma coisa morra, parece que estamos sempre “buscando” competição. Ambas redes sociais crescem dentro do país, obviamente Facebook cresce mais rápido, mas isso (ainda) não quer dizer muita coisa.

PUBLICADO POR

Dennis Altermann

Fundador-Editor aqui no blog Midiatismo, trabalhando com marketing digital na DuPont Pioneer do Brasil. Entusiasta e estudioso nas áreas de comunicação, cultura, comportamento e tecnologias digitais.

Novidades e atualizações, direto em seu e-mail