Rede Social causa vício/dependência?

Quando mencionamos a palavra vício parece que a mesma soa muito mal, neste caso diria que em partes. Muitas pessoas já podem ter se perguntado se uma ou mais redes sociais tornam-se vícios, mas acredito que poucos realmente tenham notado tal “problema”.

Com o fácil acesso a internet, passamos boa parte do tempo conectado, seja através do computador, notebook, tablet ou smartphone, mas ao que parece isto tem se tornado tão comum que as pessoas não estão notando os verdadeiros riscos.

Porque riscos? Se levarmos em consideração tudo na vida, chegaremos a seguinte conclusão – no linguajar popular – “tudo em excesso faz mal”, é comum acompanharmos noticias e reportagens, aonde mostram que as redes sociais (principalmente o Facebook) têm se tornando responsável por boa parte da depressão dos adolescentes no EUA, pois antes as pessoas mantinham seus contatos através de ligações, visitas, festas e assim por diante, hoje isto é diferente, hoje é possível e comum manter contato através de SMS, ou simplesmente através das mídias sociais em geral, como Twitter, Facebook, Orkut entre outras. Vale ressaltar que isto não é tão comum nos brasileiros, mas este quadro vem se alterando muito rapidamente, devido ao acesso fácil a internet.

O ponto que gostaria de chegar é que hoje muitas pessoas têm deixado de sair com familiares, amigos ou simplesmente deixam coisas de lado como tarefas, trabalhos entre outras diversas coisas, acredito que muitos usuários “fascinados” por mídias sociais têm levado suas vidas pessoais para o mundo virtual, estão trocando o “concreto” pelo “abstrato” e muitas vezes não se dão conta disso.

No EUA, por exemplo, boa parte dos divórcios possuem o Facebook como um dos motivos, outro caso comum por lá é a depressão dos jovens como citado acima, um dos motivos seria por ver fotos e comentários felizes de seus amigos na rede social, fazendo com que estes jovens passem a acreditar que apenas a vida deles é ruim, quando muitas vezes não é, mas ele acaba acreditando nisto como verdade absoluta, por julgar aquelas fotos como momentos únicos e recorrentes na vida de seus amigos.

Podemos citar outro problema recorrente das redes sociais, o “cyberbullying” (ofensas a pessoas online), em muitos casos as pessoas são tratadas de forma ofensiva e abusiva nas redes sociais, e muitas vezes isto acaba gerando uma avalanche de comentários, que irão acarretar de forma negativa a vida destas pessoas ofendidas.

Mas o que isto tem a ver com vício das redes sociais? Por mais que não pareça, nós usuários ativos destas ferramentas, passamos boa parte do nosso tempo conectado e integrado as redes sociais, causando assim está dependência “abusiva” das ultimas informações sobre o mundo, dos amigos, familiares, empresas, e diversas outras coisas.

Faça um teste, experimente ficar longe do Twitter e Facebook durante uma semana, pode ter certeza que ao comentarem sobre assuntos novos, você estará completamente “perdido”, causando assim uma reação de insegurança para ingressar no assunto e expor suas ideais, ao que tudo parece, as pessoas mais acostumadas a passarem de 8 a 14 horas diárias nestas ferramentas teriam ainda mais dificuldades para se adaptar ao “mundo” sem elas, considero assim que durante este momento é que você notaria este problema de dependência.

Diria que este tal “vício/dependência” pode ter lado bom, caso um adolescente sem muito interesse pela leitura passar a utilizar o Twitter como uma “ferramenta de noticia” – Veja “Redes sociais ou centralizador de notícias e informações?” – ele pode fazer muito bem a ele, criando assim um habito a sua vida, não que apenas com o uso da ferramenta seu comportamento iria mudar, mas caso seus amigos divulguem noticias, vídeos, fotos em seus perfis, ele atrelaria este conteúdo a uma pessoa de sua confiança, “disponibilizando” assim um quesito a mais para seu interesse e mudança de habito.

Fica aqui um alerta, caso você utilize redes sociais de modo geral com certa frequência, não se esqueça de que estas ferramentas são apenas complementos para o melhor aproveitamento de suas vidas, e que elas não devem passar a ser únicas na vida pessoal e profissional de vocês.

Abraço e até a próxima.

PUBLICADO POR

Thiago Batista

Estudante de Gestão de Tecnologia da Informação através da Unisul virtual de SC. Trabalha na WRA Gestão em TI de Maringá. Amante de Tecnologia e um Eterno Aprendiz.

Novidades e atualizações, direto em seu e-mail