Rebecca Black, um acaso ou um viral planejado?

Nos últimos dias esteve pipocando pela web o vídeo de Rebecca Black, uma jovem cantora sem nenhum precedente musical que é acusada de cantar a pior música do mundo.

Não somos a bancada de um programa de talentos musicais, portanto nosso objetivo não é julgar musicalmente o acontecido, mas sim entender um pouco mais sobre este fenômeno do Youtube.

Para conhecer um pouco mais sobre a música devemos ir atrás de como tudo isto começou, ainda na produtora que produziu a música e o clipe.

A Arc Music seria apenas mais uma produtora independente que cobra para transformar jovens em pequenas famosas teen por um dia, dando uma música e um clipe musical por um valor acertado anteriormente, no caso de Rebecca teria sido US$2.000. O sucesso (seja por bem ou por mal) fez com que o vídeo atingisse número absurdos de visualizações (já havia passado de 64 milhões até o finalização deste texto).

]CD2LRROpph0]

Após saber destas informações, muitas pessoas começaram a questionar se este sucesso viral não teria sido premeditado devido as suas diversas características ruins, que as vezes até parecem propositais.

Um dos pontos sinalizados é a escolha de uma jovem, já que o público adolescente é alvo certo para os trolls da web. E o outro fator é a baixa qualidade da letra, muitas vezes sem muito sentido. Nem podemos entrar no mérito da interpretação já que é possível na notar que nenhum deles parece ser um ator.

“O produtor disse para ser boba e estranha e aí saiu isso.” (Não consegui confirmar, mas parece verídico)

“O produtor disse para ser boba e estranha e aí saiu isso.” (Não consegui confirmar, mas parece verídico)

Se foi um acaso ou totalmente proposital é complicado afirmar, mas não podemos negar que as redes sociais e a cultura do viral foram fundamentais para está cantora atingir o sucesso. Se podemos nos inspirar por este caso? Acho muito arriscado, principalmente para a marca, mas sim, pode funcionar.

Se a cantora vai aproveitar este sucesso? Com certeza, pois mesmo sendo negativo na maioria dos casos, ela esta conseguindo vender muitas músicas e conseguindo muita exposição gratuita na mídia. Mas devemos lembrar que ela é apenas mais uma celebridade que vai durar pouco tempo, então ela deve aprender a administrar este sucesso.

PUBLICADO POR

Dennis Altermann

Fundador-Editor aqui no blog Midiatismo, trabalhando com marketing digital na DuPont Pioneer do Brasil. Entusiasta e estudioso nas áreas de comunicação, cultura, comportamento e tecnologias digitais.

Novidades e atualizações, direto em seu e-mail