Google pode (e provavelmente vai) usar dados do Google+ para melhorar as buscas

O Google+ ainda não é um grande sucesso como o Facebook, mas mesmo assim pode começar a influenciar cada vez mais os resultados das buscas feitas no Google. Como já foi exposto em um artigo da Wired de algumas semanas atrás, essa possibilidade é real e muito provável.

Como o Google já deixou claro, o Google+ não tem objetivo de ser a maior rede social do mundo, não quer apenas coletar usuários, mas sim oferecer uma nova camada social para a navegação dentro dos produtos Google. Este é o principal objetivo, pelo menos por enquanto.

Como ressaltado no artigo da Wired, o Google provavelmente teria muito interesse em ter acesso a dados do Facebook para integrar com suas buscas e torná-las ainda melhor, mas todos sabemos que isso não vai acontecer… pelo menos não tão cedo.

O fator social vem com muita força nos últimos anos e este é o grande motivador do Google em criar sua nova rede social. Ele quer estar por dentro das novidades e com isso conseguir oferecer o melhor serviço possível.

Faz muito sentido termos respostas a perguntas que fazemos aos buscadores usando o que nossos amigos e conhecidos tem compartilhado para conseguir lhe oferecer a melhor resposta. Isto transformaria o buscador do Google em um buscador “crowdsourced“, ou seja, construído por várias pessoas para várias pessoas.

PUBLICADO POR

Dennis Altermann

Fundador-Editor aqui no blog Midiatismo, trabalhando com marketing digital na DuPont Pioneer do Brasil. Entusiasta e estudioso nas áreas de comunicação, cultura, comportamento e tecnologias digitais.

Novidades e atualizações, direto em seu e-mail