Gina indelicada. Aclamada por jovens, copiada por marcas e na mira da justiça.

O fenômeno dos últimos dias no Facebook é definitivamente a “Gina Indelicada”, a fan page que atingiu cerca de 1 milhão de fãs em apenas 1 semana fez com que o seu senso de humor fosse longe.

Para quem não conhece, “Gina Indelicada” (veja aqui) é uma fan page criada por um estudante de publicidade de 19 anos de São Paulo que responde aos seus fãs de uma forma “peculiar”.

Gina sendo indelicada com os seus fãs.

O expressivo crescimento da página e a proporção que a piada tomou chamou atenção de muita gente, principalmente de quem trabalha na área digital. Será que alguma marca conseguiria atingir 1 milhão de fãs tão rápido? Sabemos que muitas empresas levaram meses/anos para chegar a tal número. Todas as expectativas foram quebradas quando está página atingiu 1 milhão.

Claro que 1.000.000 é um número proporcionalmente cada vez menor em relação ao total de usuários da rede social, então fica complicado comparar dados de alguns anos atrás e dados de agora. Mas mesmo assim eu desafio qualquer um a conseguir 1 milhão de fãs em apenas uma semana.

O problema é que brincadeira pode estar para acabar. Para quem não sabe, “Gina” é o nome de uma marca famosa antiga de palitos de dentes feitos de madeira. Isso torna a questão ainda mais interessante, pois esta fan page está usando um marca registrada, mas está fazendo com que o personagem enfim tenha uma personalidade. Só porque a empresa faz palitos desde 1947 não quer dizer que seja realmente famosa, mas definitivamente é uma marca reconhecida. Por ser um produto comum, as pessoas dão pouco valor a marca que compra. Então como diferenciar a sua marca? Sendo indelicada?

Segundo uma notícia que saiu na Época Negócios (24/08), a empresa por trás do “palitos roliços de madeira” está surpresa e ainda está vendo com a sua área jurídica sobre quais medidas adotar. Na notícia falaram em uma reunião para decidir o assunto, mas pelas palavras usadas, parece que eles não estão muito felizes com a brincadeira.

Se fosse com a sua empresa, o que você faria?

Eu acho que a empresa pode acabar desperdiçando algo que não prejudica a imagem da marca diretamente. Sim, é uma marca registrada. Mas me lembre de uma vez que uma marca chegou a 1 milhão de fãs tão rápido. OU lembre na história alguma promoção de marketing de palitos roliços de madeira que tenha dado certo. Tudo isso deve fazer as pessoas pensarem bastante sobre qual a providência mais correta a se tomar. Olhando para o passado, eu não duvidaria que o estudante por trás da fan page tomasse um processo, algo que seria ridículo.

A Gina se tornou algo tão grande que já há até perguntas no Yahoo Respostas sobre como fazer perguntas para ela.

Mas a página vai muito além de suas respostas ácidas e seus comentários indelicados. Ela criou um estilo, uma forma de comunicação. Publicar as fotos da ferramenta de mensagens do Facebook. O sistema de mensagens, que foi liberada faz pouco tempo, não foi utilizado com muita eficácia até o momento, algo que a Gina Indelicada conseguiu fazer.

E muita gente está pegando carona nessa nova onda. A Skol, por exemplo, publicou uma imagem que não é exatamente indelicada, mas traz uma clara referência a “Gina Indelicada”. Muita gente adorou, muita gente reclamou. Você acha correto que as empresas se aproveitem de “piadas internas” ou você acha que isso é forçar demais a barra?

Skol usando uma clara referência a Gina Indelicada. Clique para ampliar.

Nos próximos dias teremos mais novidades sobre o assunto. Por enquanto este post deixa duas questões: “Marcas devem aproveitar, ignorar ou repudiar quando vêem o seu personagem sendo usados dentro do contexto da internet de forma não oficial?” e também “Você acha que é ‘forçar a barra’ quando uma marca tenta usar a linguagem da internet para interagir com os seus fãs?“. Deixe o seu comentário 🙂

Update:

Bom, depois de ficar provado que a página não seria mais processada e que – possivelmente – a empresa iria conversar a respeito do futuro desta brincadeira, chegamos a algumas conclusões.

A última novidade da Gina é a acusação de que ela é apenas uma cópia de diversas piadas que estão rolando dentro do Twitter/Facebook. Quem quiser entender um pouco melhor, assista o vídeo e veja esse post do Youpix.

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=W_FHL33h8JA]

PUBLICADO POR

Dennis Altermann

Fundador-Editor aqui no blog Midiatismo, trabalhando com marketing digital na DuPont Pioneer do Brasil. Entusiasta e estudioso nas áreas de comunicação, cultura, comportamento e tecnologias digitais.

Novidades e atualizações, direto em seu e-mail