Comunicação pessoa-pessoa

Sou fã da Comunicação em Mídias Sociais, isso porque ela traz novos desafios aos publicitários e empresários. Hoje a marca precisa tocar o espírito dos públicos. Para tanto, não pode ter o foco apenas na venda, mas encontrar a razão de ser, sua essência.

Marcos Giovanella, um dos responsáveis pelas Mídias Sociais da Prefeitura de Curitiba, afirmou em sua palestra no Bootcamp 2014, organizado pelo Quartel Digital, que um fã é mais valioso que um consumidor, pois ele realmente acredita na marca. E se a empresa ou organização conseguir engajar seu público, vai conseguir vender.

Martha Gabriel, autora do livro Marketing na Era Digital, concorda, afirmando que desde os primórdios da humanidade, “social” se refere a relações pessoa-pessoa, por isso, nas Mídias Sociais, as empresas precisam motivar a interação social e contar histórias, de pessoas para pessoas e não de empresa para pessoa.

chefcasper

Recentemente assisti ao filme Chef. Uma comédia com um enredo leve. Mas algo me chamou a atenção: a divulgação dos benefícios que o Twitter pode ter para a divulgação de um profissional, produto ou serviço. Carl Casper, personagem principal interpretado por Jon Favreau, é o chef de um restaurante. Ele enfrenta problemas com o dono do local (Dustin Hoffman) por querer inovar no cardápio ao invés de fazer sempre os pratos mais pedidos pelos clientes. Um dia, um renomado crítico gastronômico (Oliver Platt) vai ao restaurante e publica uma crítica bastante negativa, baseada justamente no fato do cardápio ser pouco criativo. Furioso, Casper vai tirar satisfação com ele e acaba demitido. A indignação contra o crítico, o restaurante e suas novas ideias vão parar na Internet graças ao seu filho, que utiliza Twitter, Vine, entre outros, para conquistar novos clientes para o seu pai. Veja o trailer.

vine

Isso mostra o quanto as Mídias Sociais precisam de uma publicidade que fale a verdade e principalmente fale, converse com os usuários. A Seara é um exemplo claro disso, seguindo a mesma ideia de Carl Casper no filme Chef. Segundo o Meio e Mensagem: “buscando reforçar a interação nas redes sociais, a marca apresentou o Social Food Truck, projeto que permitirá aos consumidores degustarem pratos preparados com os produtos da marca, e realizar o pagamento com um compartilhamento ou postagem no Facebook. Na ação criada pela Sunset uma promotora oferece as três opções do cardápio em um Ipad para as pessoas que esperam na fila, e pede que elas se conectem em sua conta do Facebook. O consumidor poderá então postar uma foto do prato escolhido ou do ambiente em que o restaurante móvel está estacionado, adicionando um comentário sobre o prato.

Um contador colocado em cima do carro computará o número de interações – curtidas e compartilhamentos – nas redes sociais por meio da plataforma ‘likometro’.” Mais informações são fornecidas no site

FoodTruckSeara--2-0

Um exemplo de integração entre mundos off e on-line, mas principalmente de criação de conteúdo e história para entreter e conversar com os fãs da marca. Eles precisam ser ouvidos. Uma matéria da Agênca Hago, por exemplo, alerta o setor de gastronomia da importância de monitorar as conversas no Twitter sobre o estabelecimento. (Leia aqui). É, a publicidade em Mídias Sociais é um desafio, mas um desafio prazeroso e com ótimos resultados.

 

Fontes: Meio e Mensagem, 01 de outubro de 2014 e Adoro Cinema

PUBLICADO POR

Anna Laura Neumann

Publicitária e Social Media, apaixonada por tudo o que envolve Comunicação, pessoas e relacionamento.

Novidades e atualizações, direto em seu e-mail