Brasil não vai bem no Web Index, que mede a influência da web em cada país.

Tim Berners-Lee, famoso por dar vida ao www (world wide web), um dos grandes passos para internet ser o que é hoje, anunciou o que ele chamou de “Web Index”.

E apesar de o Brasil ser conhecido por ter forte presença em diversos serviços e também contar com um número de internautas bem elevado, ficou apenas na 24º posição. Países como Suécia, EUA e Canada ficaram nas primeiras posições. Yemen e Zimbabwe ficaram nas últimas posições. A ideia geral deste ranking é mostrar quais são os países onde a web tem maior influência.

[O Web Index] mede como a web muda a vida das pessoas em dimensões como política, educação, saúde e economia.
– Tim Berners-Lee

Em uma matéria de BBC eles explicam algumas das várias questões que o Web Index deixou. Como por exemplo, porque apenas 61 países fazem parte da lista.

Segundo eles, a lista inicial era de 65 países. A escolha foi feita tentando mostrar aspectos de vários continentes e, devido a limitação de tempo e dinheiro, não seria possível fazer com todos os países… pelo menos por enquanto.

Outra duvida levantada é se os “crimes cibernéticos” contam na pontuação – para bem ou para mal. Eles deixam claro que estes dados são fundamentais, mas infelizmente eles são difíceis de serem acessados e, portanto, acabam não tendo um impacto tão profundo quanto deveriam na lista.

Em resumo, este ranking é interessante para mostrar que o Brasil – apesar de tudo – ainda está bem atrasado quanto a importância da internet em sua sociedade e cultura, portanto, devemos sempre cuidar quando vemos dados que dizem que o brasileiro é o que passa mais

PUBLICADO POR

Dennis Altermann

Fundador-Editor aqui no blog Midiatismo, trabalhando com marketing digital na DuPont Pioneer do Brasil. Entusiasta e estudioso nas áreas de comunicação, cultura, comportamento e tecnologias digitais.

Novidades e atualizações, direto em seu e-mail