A necessidade de sermos notados como pessoas felizes no Facebook.

Não é de hoje, e nem é pelo surgimento das redes sociais que as pessoas possuem a necessidade de serem notadas. Há um bom tempo às pessoas passaram a viver para serem notadas pelas outras, as redes sociais (principalmente Facebook/Orkut) apenas contribuíram para que o alcance e possível aprovação tornam-se maior.

Quase todo mundo (existem exceções) necessita da opinião de outras pessoas, sobre como ela está, se ela acha você uma pessoa feliz, uma pessoal social e por ai vai, por este motivo podemos notar que as pessoas quase que em sua totalidade possuem fotos sorrindo no Facebook, em festas, em eventos entre outros, elas querem ser notadas e querem apresentar que possuem uma vida feliz como conto de fadas.

O que existe de errado nisto?

Nada. As pessoas estão transferindo para as redes sociais tudo o que elas transmitem para as outras pessoas pessoalmente ou aquilo que elas gostariam de ser, as redes sociais aparentemente não criaram nenhum jeito novo de relação social ou mudou o método de relacionamento.

Muitos irão dizer que mudou, pois as pessoas têm deixado de sair e conviver em locais pessoalmente para conversar e conhecer novas pessoas e por ai vai, porém não é todos os dias que conhecemos novas pessoas, não é todos os dias que saímos de casa, não é todos os dias que temos convites de amigos para ir a uma festa, um evento ou algo do gênero.

As pessoas estão apenas utilizando as redes sociais para atingir um numero maior de pessoas só que na frente de seus computadores, as pessoas passaram a utilizar a tecnologia para transbordar informações sobre suas vidas pelas redes sociais, para um local onde qualquer pessoa de qualquer outra parte do mundo possa ter acesso e possam compartilhar de opiniões e gostos iguais, onde possam fazer novos “amigos” e quem sabe transformar estas pessoas “virtuais” em amigos para conversas sobre suas vidas “reais”.

Existe mesmo esta necessidade de sermos felizes nas redes sociais?

Sempre que leio sobre este tema vejo reportagens com sociólogos, psicólogos entre outros, e muitos deles dizem que sim, parecer feliz é uma necessidade humana independente das redes sociais, porém nas redes sociais somos nós quem escolhemos o que queremos publicar e nas redes sociais publicamos momentos específicos de nossas vidas, por este motivo as pessoas tem utilizado esta “mascara da felicidade” para transparecerem estar felizes 100% do tempo o que até hoje não consegui encontrar ninguém.

  • Será que realmente existe esta necessidade de sermos felizes em 100% das vezes nas redes sociais, ou será esta uma necessidade humana independente desta “barreira”?
  • As pessoas tem criado uma mascara para transparecerem algo que não condiz com sua realidade, apenas para parecerem mais sociais e “legais”?

Ficam estas duvidas.

Abraço e até a próxima.

PUBLICADO POR

Thiago Batista

Estudante de Gestão de Tecnologia da Informação através da Unisul virtual de SC. Trabalha na WRA Gestão em TI de Maringá. Amante de Tecnologia e um Eterno Aprendiz.

Novidades e atualizações, direto em seu e-mail