A “Facebookização” das Redes Sociais

Post enviado pelo leitorEnvie você também

O que o Orkut, o Myspace, o Formspring e as mais diversas redes sociais virtuais têm em comum? Se você achar que elas estão muito parecidas com o Facebook, está certíssimo. Aliás, não é bem diferente de outros pesquisadores que, procuram entender por que o fenômeno Facebook agora invadiu as demais redes sociais. Chegando a ser até mesmo uma cópia “barata” como é o caso do layout novo do Orkut.

Mas afinal, o que tem o Facebook pra ser tão copiado? Bom, vamos há alguns dados. O Facebook hoje é uma rede que engloba mais de 500 milhões de integrantes (maior que a população da America Latina e Caribe inteira). Com diversos aplicativos que se popularizaram nas outras redes, com tamanhas inovações não era pra menos que ele se tornasse maior que muitos países.

A questão que fica é até que ponto essa idéia de “imitar” os aplicativos, idéias e atribuições que ele implantou agregariam um número maior de seguidores. Tanto o Orkut quanto o Facebook no início, eram sites dos quais amigos eram convidados para ingressarem na rede (o que o colocava com um caráter muito exclusivo), mas a disseminação do Orkut muito mais pelo público Brasileiro pode ter barrado inovações específicas para esta rede social, justamente pelo fato de seu sucesso no País, o que não ocorreu com outras redes sociais, como o Myspace, criado na mesma época.

 

O Myspace, por exemplo, mais voltado para bandas e músicas possuía um layout muito mais intuitivo, no qual ainda é possível acessar a página do usuário, ouvir sua musica favorita entre outros que ele se dispõe a colocar, além de diversos mecanismos audiovisuais bem interessantes, Até o momento a 2ª maior rede social do Mundo e a primeira nos EUA. (os “BuddyPokes” tão populares no Orkut, começaram aqui). Apesar disso, quem acessa hoje o Myspace tem a impressão de estar num Facebook musical.

O Formspring talvez tenha tido a mudança mais brusca de todas. Para os que não conhecem o Formspring, ele é um tutorial de perguntas e respostas do qual as pessoas recebem estas perguntas sobre si mesmas e expõe ao público. O Facebook incorporou um pouco essa idéia do Formspring (Facebook Question) além de outras inovações como nomear “Tags” para as palavras, etc. Porém, quando se acessa hoje o Formspring, se tem também aquela impressão de que está no Facebook.

O meio digital deve ser encarado como um espaço a inovações. Copiar o que deu certo pode ser uma saída inteligente e necessária para garantir uma sobrevida no mercado. Ainda mais quando há rumores sobre extinção de algumas dessas redes. Como o Orkut que poderá ter seus dias contados pelo Google Me.

Contudo, as redes virtuais também devem se valer de uma característica que as possam diferir umas das outras. Conforme elas vêm adotando um “padrão” de navegação o layout pode se tornar repetitivo. Não é a toa que muitos usuários do Orkut ainda mantêm a interface antiga muito mais do que a atual (eu, inclusive). Porém, mais uma vez o mercado dita as regras do jogo e essa regra é: “Facebookizar é preciso”.

Links Relacionados:

http://tecnoblog.net/33207/facebook-planeja-aplicativo-semelhante-a-formspring/
http://www.rjnet.com.br/elism_vermateria.php?id=59
http://pt.wikipedia.org/wiki/Formspring
http://pt.wikipedia.org/wiki/MySpace

Escrito por Rafael Gomes

Jornalista formado pela UFS, tem 27 anos. E Integrante do Grupo de Pesquisa em Marketing da Universidade Federal de Sergipe
Colaborador do site UPIU.com
Tem um blog chamado: www.20dizer-isso.blogspot.com

Post enviado pelo leitorEnvie você também

PUBLICADO POR

Rafael Gomes

Jornalista, Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Sergipe e estudante de Direito pela Unit.. é Pesquisador na área de Redes Sociais, Mídia Sonora e Novas Tecnologias, colaborador do site da United Press International University (UPIU) e do Midiatismo, Possui um Blog específico na área de Rádio e Novas Tecnologias.

Novidades e atualizações, direto em seu e-mail