Twitter no Brasil é menor que o Badoo e Orkut?

Reconhecido por seu famigerado pelo spam nos emails e Facebook.

Reconhecido por seu famigerado spam nos emails e Facebook.

Muito tem se falado sobre o Facebook, que deixa o Twitter cada vez mais para escanteio – pelo menos aqui no Brasil. Enquanto no resto do mundo o microblog parece estar cada vez mais popular, no Brasil parece que estamos indo para o outro lado.

Talvez as pessoas não tenham entendido a proposta desta mídia social, talvez o Facebook ainda seja febre do momento ou talvez as pessoas por aqui tenham mesmo hábitos social-online diferentes do resto do mundo – lembram como o Orkut era popular apenas por aqui?

Apesar de muitas notícias sobre a situação complicada do microblog no Brasil (inclusive aqui em setembro de 2012 já discutimos isso), uma delas me chamou mais atenção que o normal. A pesquisa sobre o market share das redes sociais no Brasil, da eMarketer, colocou o microblog atrás do Google+, Badoo, Yahoo Respostas e, veja só, do Orkut!

Tirando o Facebook e Youtube, que estão no topo da lista, todas as outras redes sociais tem porcentagens inferiores a 1,3%, ou seja, a diferença entre Twitter, Google+, Badoo, Orkut e LinkedIn é muito pequena. Mas apesar de não poder comprovar nada e confiar na maioria das pesquisas da eMarketer, eu desconfio destes números.

pesquisa-emarketer-redes-sociais-no-brasil

Hoje, usando dados do Alexa, o Twitter seria o 15 site mais visitado do Brasil, a frente do Tumblr (17), LinkedIn (21), Badoo (68) e muito a frente do Orkut (138). Mesmo que estamos olhando métricas diferentes (market share e visitas), será mesmo que todas essas redes sociais são maiores que o Twitter no Brasil?

Eu realmente não acho que o Twitter seja tão grande no Brasil quanto é lá fora, mas também duvido que seja uma das menores. O que vocês acham, será que o Twitter é tão menor do que imaginamos?

PUBLICADO POR

Dennis Altermann

Fundador-Editor aqui no blog Midiatismo, trabalhando com marketing digital na DuPont Pioneer do Brasil. Entusiasta e estudioso nas áreas de comunicação, cultura, comportamento e tecnologias digitais.

Novidades e atualizações, direto em seu e-mail