Redes Sociais | A morte do E-mail Marketing


Este é um texto enviado por um leitor, não necessariamente reflete a opinião do blog.
Para ver o seu texto aqui também, acesse colabore.

Você chega no seu local de trabalho, abre seu e-mail e quando vê em meio a mensagens e recados de amigos sua caixa está repleta de e-mail marketing, desde aqueles que prometem aumentar o órgão sexual até mesmo aqueles que trazem as últimas ofertas da Lojão do Joãozinho.
Em boa parte deles o que podemos ver é um show de desastre gráfico e um excesso de informações. Raramente informam de maneira rápida e simples sobre algum serviço/produto. Com isso nos fazem perder tempo e ocupam espaço na nossa caixa de entrada.

Hoje as empresas compram um mailling e disparam pensando que estão praticando web marketing, quando na verdade estão mandando para as pessoas um conglomerado de informações em meio a splashs coloridos, strokes e dropshadows.

Não preciso comentar que as pessoas não perdem tempo para ler algo que não é atrativo e com a velocidade das informação muitas vezes até mesmo o que é atrativo acaba sendo deixado de lado e trocado por algo mais atrativo ainda.

Somado a isso tudo entra o grande vilão do e-mail marketing; as redes sociais. Creio que as redes sociais de marcas/empresas podem e devem cumprir o papel do e-mail marketing. Algumas marcas já fazem isso, porém de maneira errada. Algumas apenas postam o que foi mandando para a caixa de e-mail do cliente em algum site de compartilhamento de imagens ( twitipic, yfrog..)

Mais um erro, não funciona. A linguagem usada nas redes sociais é outra, a abordagem e a mensagem também tem que ser outra. Creio que as redes sociais já estão matando os e-mails mkt, porém muitas empresas ainda insistem em investir no velho modo de fazer marketing direto na web.

Com as redes sociais é mais fácil segmentar e atingir em cheio o target, porém é preciso fazer algo direcionado para esse target e com a linguagem que esse target está usando. É preciso expandir os horizontes, ver o cenário e atuar de acordo com esse cenário. As marcas que souberem fazer isso com certeza colherão bons frutos e ótimos resultado.

PUBLICADO POR

Robison Reis

Novidades e atualizações, direto em seu e-mail

  • Muita gente tbm fala da morte dos blogs, mais na pratica não é isso que acontece. Na minha opinião, as redes sociais não vão acabar com nenhum serviço existente na web.

    • Eu confesso que partilho um pouco com sua opinião, também acredito que falar em “morte” das coisas pode ser um pouco complicado e muito polêmico sempre.

  • Acho que não é bem assim. Acho que uma estratégia que venha cumprir a “função” de e-mail marketing ou mala direta primeiro não funcionaria em uma Rede Social, que é algo muito mais intimista. O e-mail marketing hj já trabalha com consciência de que terá alta rejeição. Provavelmente as pessoas que rejeitam um e-mail marketing por achar invasivo com certeza rejeitarão um engajamento em Rede Social também, que é muito mais invasivo pois é relacionamento. Eu mesmo, prefiro receber um e-mail marketing bem segmetnado da Amazon ou da Americanas do que receber ofertas via Twitter destas empresas. Discordo com o título, mas o texto tem seus pontos altos!

    • Sim, compreendo. Como já estava falando no Twitter, o texto acabou ficando um pouco polêmico, ainda mais por refletir uma opinião e não um fato literalmente.

  • Mais uma observação, acho que caberia adicionar um “?” no fim do título, ficaria bacana pois não afirmaria algo tão forte assim…

    • Entendo a sua ideia, seria interessante, mas como é um texto enviado pelo leitor eu mudaria o título apenas se solicitado pelo mesmo. Se ele ler o seu comentário e achar interessante, posso fazer a alteração sim 🙂

      • Robson Reis

        Olá Dennis

        Pode soar demagogo e hipócrita, mas meu objeitvo ao escrever o texto não era de ganhar o livro, mas sim de fomentar essa discussão como está acontecendo. Eu não sou dono da verdade e o texto reflete o meu ponto de vista com base nas minhas percepções pessoais e mercadológicas. Quanto ao título fica ao seu critério colocar ou não o ponto de interrogação no título, minha intenção não é passar uma imagem de presunçoso e sim colocar esse tema em debate.
        Um grande abraço à todos.
        Robson Reis

        • Capas Robson, entendo a sua ideia e achei que funcionou muito bem, até porque só estamos vendo comentários com outras opiniões (ou com as mesmas), não estão falando mal do texto, mas apenas discordando dele, o que é normal.

          Espero que tenha gostado da exposição do textos e dos comentários 🙂

          • Robson Reis

            Mas é claro que gostei da exposição do textos e dos comentários e estou lendo todos eles, quanto a questão do título foi proposital para gerar essa discussão e polemizar. Não tenho problema nenhum quanto a críticas, o legal, como eu falei, é gerar discussão e ver vários pontos de vista sobre o mesmo assunto. Excelente iniciativa do Midiatismo com essa promoção. Parabéns.
            Abraço

          • Que ótimo que soube aproveitar esta oportunidade. Saiba que o midiatismo esta sempre de portas abertas para qualquer poesia que queira colaborar ou quem sabe are virar colaborador fixo.

  • Mirella essa é uma questão complicado, pois existem certos tipos de empresas que o e-mail marketing realmente não é eficaz o suficiente (levando em conta o investimento). É difícil dizer que irai funcionar sempre, mas sempre pode-se pesquisar e ver as possibilidade. 🙂

  • Robson, é um erro achar que o e-mail mkt irá morrer, ainda mais pelas mãos das redes sociais.
    Assim como qualquer outra mídia, no meio midiático não existe canibalização. Quando uma tecnologia extingue com outra por exemplo, as fitas vhs morreram depois do dvd. No caso do e-mail mkt, basta olhas os infográficos e verá que ele cada vez cresce mais. Claro, que hoje em dia, mesmo com os filtros antispam, nossa caixa fica repleta de e-mails babuseiras, mas todos com opt ins dados por nós em nossas navegações, em sites que pedem cadastro, isso sem falar na falta de respeito que alguns sites fazem vendendo sua base para campanhas publicitárias de ‘parceiros’.
    Entretanto, eu vejo esses dois canais, redes sociais e e-mail mkt, como complementares. Onde a inteligência pode otimizar os resultados nas campanhas e ações de marketing na web.

    • Gostei do seu comentário. Acho que é complicado decretar o fim de qualquer ferramenta, mas temos que concordar que as redes sociais podem sim tirar o espaço do e-mail marketing (mesmo que seja pouco), mas acho que é muito mais correto dizer que elas podem se complementar mesmo.

  • Mirella essa é uma questão complicado, pois existem certos tipos de empresas que o e-mail marketing realmente não é eficaz o suficiente (levando em conta o investimento). É difícil dizer que irai funcionar sempre, mas sempre pode-se pesquisar e ver as possibilidade. 🙂

  • Elaine

    Não concordo com seu ponto de vista!
    Acho que o email marketing ainda sobriveverá as redes sociais, até pq nem todo mundo está nas redes…
    Além do mais, atualmente, as pessoas podem que tipo de email querem receber, já que elas mesmas quem se cadastram nos sites para receber notícias…
    Já li também artigos que falam sobre isso, o email marketing não vai ‘morrer’ ele vai apenas se adaptar as novas condições!

  • Eu discordo.
    Não se pode dizer que e-mail marketing é passado e que vai morrer.
    Atingir diretamente a pessoa e somente ela é um canal de grande penetração (ui), ou seja, você está atingindo só aquela pessoa, que pode gostar de vários produtos seus.
    O problema é que o jeito que se faz e-mail marketing hoje é pífio. Pega-se os produtos novos ou mais baratos e joga-se eles num e-mail que é enviado para todos.

    Não me lembro agora, mas uma loja estilo Casas Bahia nos EUA criou 100.000 grupos de uso, ou seja: churrasqueiros de fim de semana / churrasqueiros profissionais / churrasqueiros na mata / churrasqueiros na praia / churrasqueiros contratados / churrasqueirAS, e assim por diante.

    Com essa segmentação (que é o que você defendeu no post no caso das Redes Sociais) o e-mail marketing é infinitamente superior às Redes Sociais.

    Resumindo: “Sabendo usar, tem uso”.

    • Achei um belo comentário realmente as estratégias ligadas ao email marketing têm muitas falhas e talvez uma estratégia bem segmentada possa ser a solução

  • O papel do email mkt era aproximar a empresa do consumidor, mantendo um exclusivo canal de comunicação mesmo que unidirecional. Com a expansão da web 2.0, as empresas precisaram se adaptar e entender que quem manda é o consumidor. Investir em emails mkt já pode ser visto como ineficiente. Hoje, o contato empresa/marca com cliente se torna reforçado nas midias sociais e amplia o poder de uma prática milenar do ser humano na divulgacão, o boca-a-boca. O email mkt não morreu e nem vai morrer, só vai continuar, agora, como o pior investimento.

  • Ótimo comentário, também não acho que poderemos ver a morte de alguns ferramenta, ainda mais o email que querendo ou não ainda é muito forte na web.

  • Nesse site também podem ser encontradas diversas dicas para criar um bom e-mail marketing:

    https://www.openmail.com.br/e-mail-marketing.html


Notice: get_currentuserinfo está obsoleto desde a versão 4.5.0! Use wp_get_current_user() em seu lugar. in /home/midiatismo/www/wp-includes/functions.php on line 3831