Minha Pequena Marca e o Email Marketing

processo-email-marketing

Continuando a nossa série “Minha Pequena Marca na Web”, vamos falar hoje sobre o uso do email como ferramenta de marketing.

O email é uma das mais antigas formas de comunicação da internet. Simples, objetivo e multiplataforma. A cada ano surgem novas redes sociais, novos serviços, mas o email continua vivo e forte – justamente por isso é uma ferramenta de marketing digital tão forte.

Outra vantagem importante do email em relação a qualquer outro tipo de comunicação dentro da internet, é o seu custo de produção e gerenciamento. Existem dezenas de ferramentas gratuitas ou muito baratas para gerenciar, produzir, enviar e analisar disparos de email marketing. Conseguir o email de seus clientes também não é uma tarefa difícil e acaba garantido um canal de comunicação direto e duradouro, se bem utilizado.

Neste post vamos falar um pouco sobre os aspectos mais importantes desta área, dividindo em quatro etapas:

  1. Como conseguir email de clientes
  2. Como produzir conteúdo para os envios
  3. Como gerenciar & enviar emails
  4. Como mensurar o resultado.

Vamos começar pelo mais importante, como conseguir email de seus clientes ou potenciais interessados em seu serviço/produto. Esta etapa também é chamado de “construção de lista de contatos” ou “construção de mailing“, termos que podem ser usados para procurar mais dicas para esta etapa.

Como conseguir email de clientes e potenciais clientes

Para solicitar o email de seu cliente há diferentes formas, dependendo do seu tipo de negócio. As formas mais comuns e conhecidas são através de inscrição no site ou mesmo de uma página no Facebook. Também podemos conseguir este tipo de informação no mundo físico, apelando para cadastro de clientes – que muitas lojas já possuem – ou mesmo oferecendo descontos e promoções para quem fazer um cadastro.

A criação de uma base de emails é fundamental, mesmo que você não tenha uma estratégia de email marketing, é sempre algo que você pode guardar. Quanto mais segmentado for o seu cadastro, melhor. Se você tem uma loja de roupas, saber se o email pertence a um homem ou uma mulher, já faz toda diferença.

A segmentação nada mais é do que a divisão de um público em grupos menores. Quando for cadastrar um cliente em uma lista de email, se houver uma maioria precisão na entrega do email, melhor será o resultado. Você tem uma loja de calçados? O cliente compra mais tênis, sapatos ou meias? Essa informação pode fazer toda a diferença depois. Você tem uma lancheria? Seu cliente almoço ou jantar no seu estabelecimento?

Quanto mais gente tiver na sua lista de email, melhor, mas quanto mais segmentado for o email, melhor será o resultado final.

É fundamental entender a importância de não comprar lista de emails , apesar e tentador. Talvez você encontre um site ou alguém lhe ofereça uma lista gigante de emails por um valor pequeno, mas não caia nessa. Além de trazer pouco ou nenhum retorno, porque seu email será marcado como spam pelos servidores de email, você deve lembrar que muitos serviços de gerenciamento de email marketing tem planos gratuitos até determinado tamanho de lista.

Se você tem um site, adicione uma parte do site onde você convida a pessoa a deixar o seu email. Mais adiante, neste post, quando falarmos das ferramentas, vamos dar algumas dicas de como fazer isso usando algumas ferramentas. Uma página dessas também pode e deve ser compartilhada nas redes sociais, por exemplo.

Você precisa usar a sua criatividade para conseguir cadastro de seus clientes. Pense em qual momento você pode pedir mais informações para ele. Por exemplo, um restaurante onde cliente cadastrado ganha desconto. Uma pizzaria pode ter cadastro e saber o histórico de compra do cliente, assim consegue enviar emails bem direcionados. Com um cadastro bem completo podemos falar de Big Data também, mas isso fica para outro post.

Caso tenha uma loja de roupas, calçados e itens em geral, um pequeno cadastro com nome, telefone e email já é muito interessante. Se você segmentar em qual tipo de produto aquela pessoa tem interesse, ainda melhor.

Oferecer uma promoção por email ajuda bastante, assim as pessoas se cadastram espontaneamente. Por exemplo, “Se inscreva em nossa lista de email e receba 10% de desconto na próxima compra.”.

Se você seguiu as nossas dicas e tem uma página no Facebook, você pode criar um “call-to-action” dentro da sua página, enviando a pessoa para a página onde ela pode se inscrever para receber os seus emails.  Nesta página de ajuda do Facebook você encontra mais informações sobre como ativar o “Botão de Ação” dentro da sua página.

Como produzir conteúdo para os envios

A produção de conteúdo é uma das grandes questões do marketing atualmente. O ponto principal aqui é olhar com os olhos de um consumidor. Todos somos consumidores, então podemos fazer isso. Você, como consumidor de qualquer produto ou serviço, o que gostaria de receber em seu email?

É primordial entender que você deve entender algo que é relevante ao cliente. Uma email ruim vai virar spam e isso vai fazer a pessoa escolher não receber mais seus emails. Uma vez que a pessoa marcou para não receber mais seus emails, nunca mais você recupera, não de uma forma simples.

Se a regra número um de email marketing é “consiga mais cadastros”, a regra número dos deve ser “evite perder cadastros”. Mas a perda é natural, devemos acompanhar e evitar que ela aconteça.

O planejamento do conteúdo a ser enviado é bem importante. Uma dica simples é aproveitar as datas comemorativas. É o dia do amigo? Envie uma mensagem simples. Essas mensagens são úteis para as pessoas lembrarem da sua marca.

Sua marca pode trabalhar com emails promocionais, onde pode, por exemplo, enviar uma promoção como “Só hoje, produto X com desconto imperdível”.

Evite enviar emails que sejam apenas imagens, não apenas porque há uma chance maior de ser barrado pelos serviços de email, que consideram este tipo de prática como spam, mas também porque hoje em dia boa parte dos emails são abertos em dispositivos móveis e imagem acaba ficando pequena ou muitas vezes nem abrindo corretamente. Aqui no blog já falamos de Email Mobile, dando dicas de como preparar o seu email para os dispositivos móveis.

Uma forma simples de pensar emails é entender que cada email enviado é uma mensagem que procura uma ação. Para facilitar, pense. O que você quer que a pessoa faça após receber aquele email? Ir na sua loja? Comprar uma oferta? Visitar o seu site? Defina uma ação para o email e utilize um “call-to-action” (chamada para ação). O call-to-action é um botão que tem mais destaque que o resto da mensagem, isso ajuda a direcionar a ação do usuário que abriu o email.

Na página inicial do Mailchimp, o "Sign Up" é o call-to-action
Na página inicial do Mailchimp, o “Sign Up” é o call-to-action

A importância do título do email

Um dos aspectos mais importantes de qualquer email marketing é o título do email. Você pode fazer a melhor arte, com o melhor conteúdo e oferecendo a melhor promoção de todos os tempos, mas se o título não for convincente, a pessoa nem irá abrir aquela mensagem.

Pense em um título curto, mais curto que uma mensagem do Twitter. As pessoa recebem o seu email junto com outra dezena de mensagens, o que o seu título vai dizer para convencer a pessoa a abrir o seu email e não o de outra pessoa? Você deve ser convincente.

A recomendação é que o título da mensagem não passe os 50 caracteres. Lembre-se que nos dispositivos móveis, o espaço para o título do email é ainda menor.

Dicas para não ser barrado automaticamente

Muitas pessoas não sabem, mas a maioria dos servidores de email possuem as suas próprias ferramentas anti-spam e as regras utilizadas para decidir quem entra e quem não entra na sua caixa de entrada são um mistério, as vezes. Mas algumas regras são bem conhecidas e estar ciente delas pode te ajudar a garantir o máximo de entrega possível.

  • Evite palavras clichê, como grátis
  • Evite caixa alta no título do email
  • Não utilize apenas imagens, procure colocar conteúdo em texto também
  • Se utilizar imagens, coloque a propriedade ALT descrevendo cada imagem

Como gerenciar & enviar emails

Existem dezenas de ferramentas para fazer o envio de campanhas de email marketing, aqui tem uma lista de algumas conhecidas:

É difícil avaliar qual seria a melhor ferramenta, mas é bom saber que todas seguem o mesmo principio. Gerenciar listas de pessoas, fazer envio a partir de um modelo pronto ou criar o seu próprio modelo e depois fazer o acompanhamento dos resultados, assunto que vamos tratar melhor logo abaixo.

Aqui no blog atualmente utilizamos o Mailchimp e geralmente é a minha recomendação. Ele é gratuito até você ter 2.000 contatos cadastrados, após isto, passa a ser pago.

Algumas dessas ferramentas são gratuitas até determinado momento, como o Mailchimp, ou são pagas desde o início. O pagamento geralmente é vinculado ao número de cadastros que você tem ou por número de emails enviados por mês.

Se você não é familiarizado com o inglês, pode ser mais interessante assinar um serviço brasileiro, como o EGoi, Virtual Target ou Dinamize. Se você tem um site, entre em contato com a hospedagem dele, pois geralmente elas oferecem ferramenta de email marketing também.

 

Como mensurar o resultado

Depois de enviado, chegou a hora de saber qual foi o resultado de todo esse trabalho. Todos os serviços de email marketing possuem ferramentas de monitoramento após o envio e isso é muito importante para você planejar os seus próximos emails. Essa é uma vantagem em utilizar ferramenta profissionais ao invés de apenas, por exemplo, enviar do seu email pessoal ou do seu Outlook.

Para mensurar o resultado, existem diversas métricas importantes. Você não precisa entender todas, mas quanto mais souber, melhor.

As principais métricas de mensuração de email são Open Rate porcentagem de pessoas que abriu o email – , Click Rate porcentagem de pessoas que clicou em algum link do email -, Bouce Pessoas que não receberam o email, por alguma razão – e Cancelamentos Pessoas que pediram para não receber mais os seus emails.

Aprendendo a usar o teste A/B

Praticamente doas as ferramentas de email oferecem a opção de fazer envios com teste A/B. O teste A/B nada mais é do que dividir o seu envio em dois e aplicar alguma alteração em cada envio para verificar qual trará melhor resultado. Existe uma ciência profunda por trás do teste A/B e vale a pena pesquisar sobre o assunto.

Na prática, uma forma simples de usar este teste é utilizar o mesmo email, mas com títulos diferentes. Alguns dias após o envio, você consegue verificar qual mensagem teve mais abertura e com isso tem um indício de qual é o assunto mais chamativo.

Para assuntos de email essa técnica é ótima, para o corpo do email deve ser usada com cuidado, pois podemos acabar criando uma modificação que não influencia diretamente na ação da pessoa e portanto, torna o teste ineficaz.

 

Algumas dicas extras:

O blog do Resultados Digitais tem esse post muito interessante com 9 dicas para quem trabalha com email marketing.

Você também pode conferir aqui no blog outros posts sobre email marketing, como o post sobre email para dispositivos móveis.

 

Alguma dúvida? Deixe o seu comentário, nos ajude a tornar esse post ainda melhor.

Novidades e atualizações, direto em seu e-mail

Publicado por

Dennis Altermann

Fundador-Editor aqui no blog Midiatismo, trabalhando com marketing digital na DuPont Pioneer do Brasil. Entusiasta e estudioso nas áreas de comunicação, cultura, comportamento e tecnologias digitais.