Minha Pequena Marca e as Landing Pages

Uma ferramenta do marketing digital muito útil, mas pouco explorada e, por vezes, muito desconhecido são as landing pages. Estas são páginas normais, mas com a diferença importante de ter um objetivo específico e por isso são otimizadas para cumprirem esse objetivo.

A ideia aqui é não apenas conceituar o que são as landing pages, mas explicar quando e como utilizar essa ferramenta no seu negócio. A tradução literal de uma landing page é “página de pouso”, que é exatamente o que ela é: Uma página onde o visitante irá pousar após clicar em algum lugar.

O conceito das páginas de pouso é mais comum para quem trabalha com anúncios em meios digitais, como Google AdWords e Facebook Ads, e também para quem trabalha com email marketing, mas ganhou bastante destaque recentemente com a chegada do botões call to action das fan pages do Facebook. Para você que não sabe, o botão de “chamada para ação” (tradução literal do call to action) das fan pages é aquela opção que aparece aos administradores da página logo ao lado do botão curtir, onde você pode colocar um link para uma página externa onde o visitante pode se inscrever em uma newsletter, baixar um aplicativo ou fazer alguma das outras ações disponíveis, como mostra a imagem abaixo.

botao-chamda-call-to-action-facebook

A landing page entra após o clique do usuário neste botão. Uma boa página para este caso seria criada especialmente para a pessoa que clicou no botão do Facebook e não apenas uma página já utilizada em outros locais ou a página inicial do site.

Suponhamos que este botão seja para conseguir mais cadastros na sua newsletter – inclusive está é uma boa dica para quem já leu o nosso Post sobre Email Marketing -, então você cria uma página com o formulário de inscrição de forma que a página seja focada no usuário que acabou de clicar no link dentro do Facebook e que foi parar no seu site. Ao invés de a chamda do site ser “Cadatre-se em nossa newsletter”, esta deverá ser algo como “Gostou de nosso conteúdo no Facebook? Se inscreva em nossa newsletter.”.

“Por que fazer isso?” Você pode estar se perguntando. Porque este é um usuário qualificado. Você sabe que ele vai estar vindo do Facebook e por isso você pode tornar a mensagem muito mais direcionada, garantindo um melhor resultado de conversão. Personalizar a mensagem para cada usuário garante melhores resultados. Isso porque a pessoa se sente mais valorizada e a sua chamada com certeza chamará mais atenção se a pessoa perceber que você sabe de onde ela veio.

Acho que deu para entender quando uma landing page será útil para você, mas como vamos fazer uma? Calma, não é difícil e não vai exigir mais do que alguns minutos de usa atenção. Você também não vai precisar saber nada de programação, HTML ou qualquer linguagem de web. Hoje em dia há ferramentas muito úteis que auxiliam você no processo de desenvolvimento destas páginas. Serviços como o Unbounce, que funcionam totalmente com drag n’ drop, ou seja, basta clicar e arrasta os itens e em alguns minutos você já tem uma página funcionando. Além do Unbounce, existem outros serviços semelhantes, como o Kickoff Labs, Instapage, Lead Pages e o Landingi.

perfect-landing-page

Este é um bom exemplo de uma landing page. Uma boa chamada e um botão chamando o visitante a ação que você espera.

Como a imagem acima mostra, retirada do post sobre landing page do Formstack, existem 10 itens fundamentais em uma boa landing page:

  1. Uma chamada que convença a pessoa da ação;
  2. Títulos simples e objetivos;
  3. Uma boa redação. Gramática é essencial;
  4. Testemunhos. Mostrar que as pessoas confiam no que você diz é essencial;
  5. Botão call to action deve ser convincente;
  6. O botão da ação deve sobressair ao resto do conteúdo da página;
  7. Não exagere nos links. O foco deve ser o botão call to action;
  8. As imagens e vídeos são fundamentais para dar qualidade a sua página de pouso;
  9. As informações mais importantes devem estar o mais próximo possível do topo;
  10. Não deixe de testar. Mude a posição das informações, tente chamadas diferentes;

Seguindo estas dicas, certamente terá uma landing page de qualidade. Lembre-se que ela deve ser usada para direcionar o usuário para alguma ação, seja ela vender, se inscrever na newsletter, conhecer algum produto em específico, etc.

PUBLICADO POR

Dennis Altermann

Fundador-Editor aqui no blog Midiatismo, trabalhando com marketing digital na DuPont Pioneer do Brasil. Entusiasta e estudioso nas áreas de comunicação, cultura, comportamento e tecnologias digitais.

Novidades e atualizações, direto em seu e-mail


Notice: get_currentuserinfo está obsoleto desde a versão 4.5.0! Use wp_get_current_user() em seu lugar. in /home/midiatismo/www/wp-includes/functions.php on line 3831