Comunicação no Twitter e no Facebook há diferença?

Apesar de várias semelhanças, as ferramentas são diferentes. Mas como cada uma destas deve ser usada quando montamos uma estratégia de marketing digital?

No começo tive bastante resistência ao uso do Facebook (pessoalmente e profissionalmente). Minha grande dúvida era referente ao modo de utilizar a ferramenta. Seria uma rede social, focada em encontrar pessoas e se relacionar com ela ou seria uma espécie de microblog, focado em distribuir conteúdo?

Sempre percebi que as pessoas utilizam muito o Facebook (página ou perfil) como um espelho do ::tag(“Twitter”, “Twitter”):: . Mas se for desta forma, qual o objetivo?

Facebook e Twitter

Com o tempo percebi que as ferramentas têm suas diferenças técnicas. Não existe uma maneira certa ou errada de utilizar qualquer mídia social (sem contar as expostas nos Termos de Uso do serviço), cada usuário deve saber a melhor forma que aquela ferramenta lhe auxilia.

Pensando nisso, até demorei um pouco para criar uma página para o blog Midiatismo, resolvi esperar e entender melhor a ferramenta. Quando comecei foi de forma experimental e aos poucos fui descobrindo a melhor forma de utilizar cada uma das ferramentas que eu estava investindo o meu tempo.

Resolvi então trazer algumas observações sobre como utilizar cada uma destas duas ferramentas, as principais redes sociais procuradas por empresas (pelo menos por enquanto). Lembrando, como já falei antes, todas estas são minhas observações e o uso de cada ferramenta se da pela estratégia e objetivo do uso de qualquer serviço. Neste caso, poderíamos até inverter a forma como utilizo as duas ferramentas.

Aqui no blog eu utilizo o Twitter desde o começo, pois já o utilizava antes e soube da importância que tem para qualquer blog hoje em dia. Pelo menos aqui (e acredito que seja em vários outros blogs) o Twitter é a principal referência de tráfego. Acabo utilizando a ferramenta principalmente para a divulgação de conteúdo (do blog e de conteúdo que eu acredito que possa ser interessante para os leitores).

Já o Facebook desde que eu comecei a utilizar sempre teve o objetivo de oferecer um canal de relacionamento. O modo como é organizada a página facilita a comunicação e a conversa entre os usuários, ao contrário do Twitter que acaba limitando as conversas no número de caracteres e pode acabar virando spam para quem está recebendo as mensagens. Muitos vão dizer que a DM serve para isso, mas já começa pelo aspecto de que ambos devem estar se seguindo para funcionar. Sem contar que é chato limitar a cada mensagem ter 140 caracteres.

No Facebook, por ser mais focado em relacionamento, as mensagens são recebidas melhor pelos usuários, além da ferramenta proporcionar uma forma de comunicação em grupo otimizada. Várias pessoas podem participar de uma discussão, sem ter que ficar usando o @.

Obviamente esta é apenas a minha percepção sobre as ferramentas e também troco mensagens pelo Twitter assim como divulgo conteúdo no Facebook em alguns casos. Tento sempre diferenciar uma ferramenta da outra para não ficar com aquela sensação de “porque vou curtir no Facebook se eu já sigo no Twitter?”.

Quando estiver usando redes sociais em sua estratégia de marketing digital pense bem em como pretende utilizar estrategicamente cada uma das ferramentas que você vai dedicar tempo.

Aproveite para curtir nossa página no Facebook e Seguir o @Midiatismo no Twitter.

Veja mais posts sobre Facebook, Twitter e Dicas.

PUBLICADO POR

Dennis Altermann

Fundador-Editor aqui no blog Midiatismo, trabalhando com marketing digital na DuPont Pioneer do Brasil. Entusiasta e estudioso nas áreas de comunicação, cultura, comportamento e tecnologias digitais.

Novidades e atualizações, direto em seu e-mail