A educação precisa mudar, mas desculpe, a resposta não está apenas na tecnologia. #cpbr9

Como vamos mudar o mundo? Educação. Acho que essa premissa básica está muito clara na cabeça de todo, mas parece que sempre fica muito difícil de colocar tudo isso em prática. Estamos depositando a nossa esperança na tecnologia, mas será mesmo que ela consegue resolver o nosso sistema falho?

Essa é uma questão que surge todo dia aqui na #cpbr9, a Campus Party Brasil 2016. Dezenas de pessoas estão discutindo e refletindo sobre como a tecnologia impacta na educação e o quanto podemos e devemos investir em inovações dentro dessa área.
Notice: WP_Query foi chamado com um argumento que está obsoleto desde a versão 3.1.0! caller_get_posts está depreciado. Utilize ignore_sticky_posts no lugar. in /home/midiatismo/www/wp-includes/functions.php on line 4023

Entre todas as falas, uma das afirmações mais importante é: “Computadores não vão substituir os professores” – E não vão mesmo.

Guy Vardi, da Matific, site que tem como objetivo ensinar de forma fácil e simples a matemática para jovens, lembra que por diversas vezes ao longo da história as novas tecnologias, como livros, rádio, televisão e a famigerada “máquina de ensinar” de Skinner, foram ovacionadas como ferramentas de ensino, mas nenhuma delas se concretizou. Por que? Tecnologia não é o fim, mas o meio. Não podemos achar que apenas a tecnologia sozinha resolve qualquer problema relacionado a educação, é algo muito mais profundo que isso.

Aqui praticamente todas as palestras relacionadas a educação começam da mesma forma, lembrando que o modelo educacional de hoje em dia é exatamente o mesmo do século 18. O que deve mudar então? As ferramentas ou o sistema?

Em uma das palavras foi trazido o termo “ensinamento adaptivo”, que existe graças a tecnologia que monitora o andamento do aluno e direciona as perguntas conforme ele fornece as respostas. Basicamente neste sistema as 50 perguntas de um teste para mim não serão as mesmas 50 perguntas de um teste para você. O Duolingo faz isso, ao reforçar determinados exercícios conforme você acerta ou erra outros.

Já vimos diversos programas governamentais que achavam que apenas capacitando professores e alunos a usarem computadores e tablets ajudaria na educação. Mas acho que já entendemos que isso não deu certo. Apesar de algumas palestras insinuarem isso, não vão ser os óculos de realidade aumentada que vão mudar o que temos hoje, podem ajudar, mas a mudança está em raízes muito mais profundas.

A grande conclusão é que a educação não é algo para ser recebido e transmitido, mas um processo contínuo de aprendizagem. A tecnologia ajuda bastante, mas precisamos de mudanças na forma como vemos os professores. O professor não deve passar a informação, mas ser um facilitador para que o aluno encontre as respostas.

Confira também nossa cobertura sobre os fazedores na #cpbr9!

PUBLICADO POR

Dennis Altermann

Fundador-Editor aqui no blog Midiatismo, trabalhando com marketing digital na DuPont Pioneer do Brasil. Entusiasta e estudioso nas áreas de comunicação, cultura, comportamento e tecnologias digitais.

Novidades e atualizações, direto em seu e-mail


Notice: get_currentuserinfo está obsoleto desde a versão 4.5.0! Use wp_get_current_user() em seu lugar. in /home/midiatismo/www/wp-includes/functions.php on line 3831